Frei Jaime: a maturidade torna a pessoa mais seletiva e pouco propensa a extremos - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Opinião18/01/2020 | 06h15

Frei Jaime: a maturidade torna a pessoa mais seletiva e pouco propensa a extremos

O lazer o e descanso também fazem parte da rotina semanal

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! O sábado é sempre elegante e singelo... Todos aguardam a chegada do sábado! Que ele proporcione leveza e alegria! O lazer o e descanso também fazem parte da rotina semanal... Ninguém deveria ficar sem descansar e repor as energias! Feliz sábado! 

"Chega um momento na vida que você entende que certas coisas são boas, mas não para você. Que é melhor evitar para ter paz de espírito." (Matheus Rocha). 

Como faz bem sentir e refletir os próprios sentimentos. A vida se encarrega de acomodar muitas coisas que, em outros tempos, causaram contradições. A maturidade torna a pessoa mais seletiva e pouco propensa para os extremos. Os gostos, com o passar dos anos, são mais amenos, menos extravagantes e mais profundos. A gratuidade também ocupa seu lugar nos corações que olham para trás e percebem que a metade da vida já se foi. O voluntariado é assumido com outro viés, distante do aparecer, centrado unicamente na alegria de ser para os outros inspiração e doação. A paz de espírito não tem preço, é uma conquista que está ao alcance de todos aqueles, que sentem e buscam o aconchego de estar de bem consigo mesmo. 

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro  

O encontro com o silêncio passa a ser uma necessidade; deitar mais cedo e acordar com a aurora, torna-se algo praticamente natural. A simplicidade chega para ficar e as exigências dão uma trégua, as palavras não são multiplicadas sem necessidade e a gratidão não se afasta do cotidiano. O mundo oferece muitas coisas boas, mas cada qual deve saber se vai fazer bem ou não. A paz de espírito está acima de tudo. Num determinado período da vida, o foco contempla mais o material e a agitação. 

Mas o tempo e o aprendizado se encarregam de serenar os ânimos e de otimizar as energias. A rebeldia faz parte de determinadas fases, quando algumas bandeiras são erguidas para defender causas que contemplam o bem comum. Mais tarde, o diálogo torna-se a ferramenta mais usada para fazer valer a ética. Os caminhos não são abandonados, muda-se o ritmo de caminhar. Ter paz de espírito é uma escolha com um valor incalculável. Os outros podem seguir em frente, com argumentos próprios, mas cada qual deve saber no que vale a pena investir. Tudo pode ser bom, mas nem tudo convém. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Jovem perde R$ 5 mil em golpe da falsa namorada em Caxias Homens são presos e cães em situação de maus-tratos recolhidos em Caxias  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros