De volta a Caxias, a psicóloga Caroline Fruet De Antoni quer mostrar o que aprendeu na Europa - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Sociedade31/01/2020 | 17h30Atualizada em 31/01/2020 | 17h30

De volta a Caxias, a psicóloga Caroline Fruet De Antoni quer mostrar o que aprendeu na Europa

Ela se formou em Psicologia na UCS e se debruçou em Psicanálise na Europa

De volta a Caxias, a psicóloga Caroline Fruet De Antoni quer mostrar o que aprendeu na Europa Rafael Sartor/Divulgação
Foto: Rafael Sartor / Divulgação

Caroline Fruet De Antoni cresceu lendo Freud, então, seu caminho profissional não poderia ser outro. Formou-se em Psicologia na Universidade de Caxias do Sul (UCS), em 2017, e acaba de retornar à terrinha natal depois de uma temporada de estudos na Europa. Foram seis meses na França, debruçada em Psicanálise na Université Lyon II, e dois anos em Madrid, cursando mestrado acadêmico-científico de Psicanálise e Teoria da Cultura na Universidad Complutense. Também na Espanha, estudou no Colégio de Psicanálise e se especializou em Psicopatologia Psicanalítica, no Instituto Quipú.

Com todo esse currículo, a caxiense de 25 anos, filha de Miguel De Antoni e Lia Mara Fruet De Antoni, agora volta para instalar seu consultório e começar a mostrar suas habilidades profissionais.

Leia mais
Irmandade aventureira: os irmãos Gomes contam como se aproximam a cada viagem pelo mundo
Conheça o universo de relíquias de Zeca Nogueira e saiba como começou sua paixão por objetos antigos

– Essa temporada na Europa foi um divisor de águas. Quando a gente viaja tem contato com outras culturas e realidades. É muito bom para o crescimento pessoal o convívio com diferentes pessoas, modos de pensar e de vida – diz ela.

A inspiração para o trabalho como psicóloga com orientação analítica vem também da mãe, que é psicanalista:

– Ela é um grande exemplo. A gente mantém muito diálogo, compartilha muito, faz um intercâmbio de saberes.

Para ela, o convívio em família é um acalanto.

– Meu pai também é bem coruja e bem presente. Somos uma família muito unida, sempre fomos estimulados a batalharmos por nossos sonhos – diz Caroline, que é irmã de Franciely Fruet De Antoni, atualmente radicada no Rio de Janeiro.

É por isso que a nova fase de vida é intensa e inspiradora.

– Nesse período de viagens, em grupos de estudo, seminários e congressos, pude aprender com alguns psicanalistas pelos quais tenho grande admiração. Busquei ter experiências que me enriquecessem. Um bom analista estende seus interesses para além de seu ambiente de trabalho – avalia.

Ela acredita que as relações com o mundo e diferentes universos culturais são fundamentais para entender as pessoas. Esta é uma de suas premissas de trabalho.

– Acredito que o meio influencia na construção da identidade do indivíduo. Sempre estou tentando enxergar o ser humano em sua amplitude.

Assim, segue aberta a novidades e aos prazeres da vida, gosta de viajar, ir ao cinema, de gastronomia e leituras, que a ajudam a ampliar a capacidade criativa e linguística.

– Me sinto grata pelas experiências que tive até agora. Elas me fizeram ser o que sou, mas com sede de mais – diz Caroline, determinada a novas inspirações.

Biblioteca eletiva
:: Prisioneiros da mente (os cárceres mentais), Augusto Cury
:: Inteligência Emocional, Daniel Goleman
:: Interpretação dos sonhos, Sigmund Freud
:: Seminário XI - Quatro conceitos fundamentais da Psicanálise, Jacques Lacan

Leia também
Nivaldo Pereira: faces de aquário
Melissa lança campanha para transformar modelos sem uso em adereços para curtir o Carnaval
Atelier Livre de Verão será realizado no dia 8 de fevereiro, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros