Frei Jaime: escutar a voz interior é um jeito de continuar pisando no chão da realidade - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião02/12/2019 | 07h00Atualizada em 02/12/2019 | 07h00

Frei Jaime: escutar a voz interior é um jeito de continuar pisando no chão da realidade

O desejo de viver com mais paz tem se tornado insistente

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! O amanhecer desta segunda-feira torna-se muito especial, pois é o segundo dia do mês de dezembro... Que esta nova semana seja de muito ânimo e de muitas realizações... Dezembro é o mês do Natal, a festa da ternura do amor de Deus! Boa semana! Feliz advento! 

"Há uma voz que não usa palavras. Escute." (Rumi). 

O desejo de viver com mais paz tem se tornado insistente. De todos os lados, surgem clamores por menos pressão e mais harmonia. O desenvolvimento, sempre necessário, tem impactado diretamente no processo de humanização. A vida deixou de ser pacata para transformar-se num conjunto de ferramentas e instrumentos que facilitam tudo, menos a normalidade do cotidiano. Mas uma voz que não usa palavras tem inquietado e convocado para que algo seja feito. Ninguém tem o poder de frear a velocidade do mundo, mas todos podem interagir com o universo que carrega dentro de si. Escutar a voz interior, que não precisa de palavras, é um jeito criativo de continuar pisando o chão da realidade, sem destoar do ideal, do sonho de uma vida feliz.   

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

Querer ser sempre igual é desgastar energias sem resultados satisfatórios. Também não se Cada vez mais o silêncio se faz necessário, não apenas para diminuir o ruído do mundo, mas para favorecer a escuta da voz que cada um carrega dentro de si. É triste a vida de quem tem pouco afeto ou é um estranho para si mesmo. O equilíbrio da convivência se dá a partir do bom relacionamento que a pessoa tem com ela mesma. 

Escutar a voz que não usa palavras é uma questão de sintonia com a essência, que necessita apenas da capacidade de silenciar as palavras e os ruídos externos. Alguns instantes diários de silêncio, de conexão com as profundezas do ser, são suficientes para restabelecer a harmonia. Esse cuidado faz parte do amor próprio, que potencializa a paz e enche o coração de esperança. É possível assimilar, aos poucos, um outro jeito de estar no mundo, sem a necessidade de ouvir várias vozes ao mesmo tempo. 

As pessoas silenciosas carregam consigo um conteúdo diferenciado, são capazes de uma escuta inteligente e permitem que as obras falem mais do que qualquer palavra. Escutar a voz que não usa palavras é uma opção que rende muitas alegrias. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!  

Leia também
Polícia Civil de Caxias do Sul não realiza atendimentos nesta quarta e quinta-feira
Município tenta derrubar liminar que autoriza Parada Livre no Centro de Caxias
Na Cozinha: não vai deixar de provar esse pavê com doce de leite e cookies, né?

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros