Frei Jaime: a carência afetiva é capaz de diminuir a busca pela felicidade - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião26/12/2019 | 07h00Atualizada em 26/12/2019 | 07h00

Frei Jaime: a carência afetiva é capaz de diminuir a busca pela felicidade

A vida é um somatório, onde os sentidos captam, cada qual com sua especificidade, o que é significativo

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A quinta-feira chega com jeito de outro dia da semana... As festividades natalinas estão ainda vivas em nosso coração... Foram tantos encontros, abraços, sorrisos, olhares... O Natal é grandioso demais para ser apenas um dia... Vivamos a lição do amor, pois Natal é um amor muito profundo! 

"O que temos de mais precioso não é o que nossas mãos alcançam, mas o que nosso coração abraça." (Yla Fernandes). 

A vida é um somatório, onde os sentidos captam, cada qual com sua especificidade, o que é significativo. Porém, as mãos nem sempre conseguem alcançar o que existe de mais precioso. O coração, por sua vez, tem um papel diferenciado: reunir os melhores sentimentos e aproximá-los dos valores, que são essenciais para viver alegre e dignamente o dom precioso da vida. A decisão de abraçar com o coração a própria existência e dar sequência ao caminho que está sendo percorrido é algo simplesmente extraordinário. 

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro  

Ninguém vive bem sem abrir espaço para que o coração pulse esperança, alegria, ternura e paz. Abraçar com o coração a família, os amigos, o trabalho, o lazer, os que estão fragilizados emocional e fisicamente não é uma obrigação, mas uma opção que pode render muitas conquistas. O problema da humanidade, na maioria das vezes, esbarra no coração. A inteligência é presença certa em todas a mentes. Mas nem todos conseguem agregar ternura ao conhecimento. 

É comum encontrar pessoas com elevado grau intelectual, porém limitados emocionalmente. A carência afetiva é capaz, se não tratada, de diminuir a busca pela felicidade. Muitos pedem pão, mas um número crescente solicita atenção e carinho. De todos os lados surgem mendigos materiais e emocionais. Além disso, quem se esvazia espiritualmente tem mais facilidade de se tornar frágil e vulnerável. A maior parte das pessoas passa a vida ajuntando coisas com as mãos, deixando de abraçar o que o coração mais necessita, que é a justiça e a paz. Quantas vitórias acontecem, quando o coração abraça a família, o trabalho, a solidariedade para com o próximo e os amigos. Um novo tempo acontece quando o coração é capaz de abraçar mais do que as mãos. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Jovem perde R$ 5 mil em golpe da falsa namorada em Caxias Homens são presos e cães em situação de maus-tratos recolhidos em Caxias  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros