Estilista caxiense dá dicas de moda e monta looks inspiradores para a festa da virada - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Sociedade30/12/2019 | 09h00Atualizada em 30/12/2019 | 09h00

Estilista caxiense dá dicas de moda e monta looks inspiradores para a festa da virada

Há 30 anos no mercado da moda, Izabel Peteffi Basso conta sua trajetória

Estilista caxiense dá dicas de moda e monta looks inspiradores para a festa da virada Fábio Grison/Divulgação
Foto: Fábio Grison / Divulgação

Talentosa e com uma sensibilidade criativa invejável, a estilista Izabel Peteffi Basso é referência para expressiva ala feminina da sociedade caxiense quando o assunto é valorizar formas e explorar cores por meio de looks com caimento e acabamento impecáveis. Há 30 anos atuando profissionalmente como estilista, ela é formada em Economia e foi ainda na época em que frequentava as aulas de exatas que começou a rabiscar seus primeiros croquis. Mas paixão pela moda era tanta que resolveu investir em um curso de modelagem e costura. 

À frente do Atelier Ciela, em Caxias do Sul, Izabel tem entre suas mais clássicas clientes Flora Julia Magnabosco, princesa da Festa da Uva de 1991, para quem Izabel já confeccionou, entre tantos modelos, um guarda-roupa com releituras a partir dos looks mais famosos vestidos por Jacqueline Kennedy Onassis, esposa do ex-presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy. Abaixo, confira mais sobre o trabalho desenvolvido pela estilista:

Leia mais
Conheça o médico caxiense que é o "anfitrião" do Papai Noel
Conheça a trajetória da artista multifacetada Cristina Lisot

João Pulita: Qual o look de infância que nunca esqueceu?
Izabel Peteffi Basso:
Ficou gravado em mim, um vestido azul céu, bordado em branco, cortado na cintura com saia franzida, gola de boneca e mangas curtas bufantes. O tecido era um fustão de algodão. Usava com sapatos brancos e meias brancas curtinhas. Desde lá, já tinha consciência que o azul é uma cor que me pertence. Hoje voltei a vestir muito o azul céu, pois é forte na minha cartela pessoal de cores. Sou feliz de azul.

Como é sua moda?
Gosto de roupas confortáveis e com ar contemporâneo. Procuro valorizar meu biotipo mas não esqueço o conforto. Olho tudo mas não me prendo a moda e tendências. Visto o que gosto e o que me faz bem.

O que é estar na moda?
É estar confortável e confiante dentro de uma roupa. É indispensável nos conhecermos: saber nosso biotipo, cartela de cores, estilo, escala corporal. Com isso, nossa chance de acertar é muito maior. Acompanhamos as tendências e filtramos o que nos serve. Se for moda e não lhe favorece, não use! Nossa imagem é uma forma poderosa de expressão, temos que ser criteriosos com nossas escolhas. Quanto mais conhecemos e sabemos sobre nós, menos erros. O que nos valoriza, entra! O que nos desvaloriza, sai!

Quem são seus ícones inspiradores?
Tudo me inspira. Gosto de olhar as pessoas, suas escolhas, assistir aos grandes desfiles, as semanas de moda, pesquisar. Vejo tudo! Aprendo sempre! Meu olhar sobre a moda é muito técnico. Adoro modelagem! Olho o bonito, o que acho feio também para sempre melhorar minha percepção técnica. Sou virginiana! Dos grandes estilistas, eu destacaria Coco Chanel pela coragem e vanguardismo em romper costumes estabelecidos e imprimir liberdade ao guarda roupa feminino.

A seguir, inspire-se no editorial produzido por Izabel com propostas para a festa de ano-novo. A estilista elegeu alguns estilos que ganham funcionalidade e cores com significados para celebrar a chegada de 2020. São "padrões" que evocam energia e atemporalidade, uma vez que a humanidade comemora, no próximo dia 31, não apenas a virada do ano, mas também uma nova década. 

Luciamara Todero
Lucimara Todero aposta em um longo estilo boho chic com modelagem ombro a ombro, mangas bufantes com babados no punho e na barra. O tecido leve, com transparência, ganha força no verde que simboliza a esperança e também da saúde. Se isso é o que deseja para você e sua família, invista nesta cor, que também é o símbolo da fertilidade.Foto: Fábio Grison / Divulgação
Bárbara Dambroz
Bárbara Dambroz explora e valoriza as suas formas em um macacão em lurex dourado com decote profundo e modelagem ajustada. O brilho e sensualidade na medida certa de dourado, que propõe uma conexão com o amarelo. Não tenha medo de brilhar. O dourado está associado ao ouro e à riqueza, tanto material como de espírito, e simbolizam a alegria e descontração. Por isso, é a cor para quem quer ter dinheiro e sucesso no ano que chega.Foto: Fábio Grison / Divulgação
Clarissa Araújo Pedrotti
Clarissa Araújo Pedrotti veste seu luxuoso vestido em zibeline de seda vermelho. O decote é assimétrico e o babado imprime estrutura aos ombros. A modelagem sereia exalta o corpo, uma vez que o look se abre em cauda. Estimulante, o vermelho é a cor da paixão, dos sentimentos intensos, da energia e do desejo. Para viver um romance ardente no próximo ano, aposte no look e até na calcinha desta cor.Foto: Fábio Grison / Divulgação
Flora Magnabosco
Clássica, Flora Julia Magnabosco, buscou inspiração no cult movie “Bonequinha de Luxo”, em crepe estruturado. A cor rosa, que enaltece o amor, ganhou forma ajustada ao corpo com delicados lacinhos estrategicamente localizados. O rosa é sereno, representante do amor, incluindo o amor próprio, é o vermelho suavizado pelo branco, que propicia o romantismo, carinho e autoestima.Foto: Luiz Chaves / Divulgação
Domenica Fistarol
Domenica Fistarol elegeu vestido curto com saia ampla. A modelagem revela um corpo estruturado com a técnica de corseletaria. Aqui o decote é geométrico, exaltando jovialidade no roxo que está intrinsecamente ligado ao universo místico e significa espiritualidade, magia e mistério.Foto: Fábrio Grison / Divulgação
Adriana Diesel Chesani
Adriana Diesel Chesani veste duas peças em branco off com saia ampla e blusa ombro a ombro. O look combina conforto e modernidade. O branco é a união de todas as cores. Muito tradicional no Ano-Novo brasileiro, é ideal para quem deseja paz e harmonia no ano que segue. A cor representa também a pureza, por isso é indicada para quem quer se desfazer de energias passadas e renovar os fluidos.Foto: Fábio Grison / Divulgação

Cores no vestir
Apaixonada pelo trabalho de Izabel Peteffi Basso, a consultora de imagem caxiense Cris Carvalho fala sobre a importância das cores no vestir:

:: Vivemos uma mudança e, com ela, novos anseios e comportamentos que norteiam nossos caminhos e desejos. A ‘afetividade’ toma conta da indústria da moda, queremos ser “afetados” de uma maneira positiva e carinhosa, principalmente nas roupas que vestimos. Pensando em todo esse entorno com o propósito do sentir, as cores nos influenciam e são sempre nossa principal razão para findar um ano e brindar o próximo.
:: Seja a cor que faça seu coração bater, os sentimentos enaltecer e a pele resplandecer. Seja a cor que faça você viver, sem medo de se conhecer e sua beleza exceder.

Leia também
Tríssia Ordovás Sartori: Aprender a agradecer
Nivaldo Pereira: outro ano intenso
Quer tranquilidade neste feriadão? Netflix oferece documentários cotados ao Oscar
Fique por dentro das comemorações de Réveillon ao ar livre nas cidades da Serra

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros