Circuito de Cinema Acessível se inicia nesta terça-feira, em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Audiovisual03/12/2019 | 08h00Atualizada em 03/12/2019 | 08h00

Circuito de Cinema Acessível se inicia nesta terça-feira, em Caxias do Sul

Até sexta-feira, serão exibidos no Sesc quatro filmes com audiodescrição, janela de libras e legendagem para surdos e ensurdecidos

Circuito de Cinema Acessível se inicia nesta terça-feira, em Caxias do Sul Paris filmes/Divulgação
O Menino no Espelho, produção nacional, é um dos filmes da mostra Foto: Paris filmes / Divulgação

Quatro filmes premiados e fora das salas comerciais foram escolhidos a dedo pela curadoria da Varsóvia Educação e Cultura, pinçados de um acervo recém-adquirido pelo Sesc, para a primeira edição do Circuito de Cinema Acessível, que começa nesta terça-feira, em Caxias do Sul. 

Até sexta-feira, quatro longas-metragens serão exibidos em sessões inclusivas, com janela de libras, audiodescrição e legendagem para os públicos com deficiência auditiva e visual. Abertas ao público em geral, as sessões também terão distribuição de vendas para quem quiser ter a experiência da audiodescrição. 

– A ideia é que seja aberto a todos os públicos, de forma bem integrada.  Quem nunca viu um filme com audiodescrição vai se surpreender com a técnica. É impressionante o quanto a limitação, mesmo que momentânea, fortalece os outros sentidos e potencializa as outras experiências sensoriais. Tu desenhas outro filme na tua cabeça, de uma forma bem divertida – destaca e convida o produtor cultural Robinson Cabral, responsável pela curadoria. 

Além da comunidade em geral, entidades como a Apadev, Inav e Hellen Keller atenderam ao convite e levarão seus usuários às sessões.  Robinson destaca que o Circuito é um embrião de uma iniciativa que promete vir com força em 2020. Adianta que, ao longo do próximo ano, a partir de fevereiro, serão realizadas sessões regulares, pelo menos uma terça-feira por mês, sempre voltadas para a inclusão e para a integração entre os públicos. 

– O mundo todo é cada vez mais audiovisual, o que torna obrigatório haver cada vez mais dispositivos como essa mostra, que propõe tratar o público com deficiência com igualdade. Esse público não está distante. Está em grande número em Caxias do Sul e a maioria está fora porque não se considera aceita nos shows, nos teatros, nos cinemas. Infelizmente, vivemos um momento de demonização da diversidade, e precisamos oferecer o contraponto. Vale lembrar que o Financiarte tinha a obrigação de que os audiovisuais fossem produzidos com acessibilidade, e isso se perdeu com a morte do programa – pontua Cabral.

Todas as sessões são gratuitas e serão realizadas no Sesc Caxias (no teatro ou na sala de TV, conforme indicado abaixo). 

Programação

Terça-feira, no Teatro do Sesc
19h30min: A câmera de Claire (Drama, Coréia do Sul, 2017)

Quarta-feira, no Teatro do Sesc
19h30min: Com Amor Van Gogh (Animação, Polônia, 2017)

Quinta-feira, na Sala de TV do Sesc
09h30min e 14h30min: O Menino no Espelho (Drama, Brasil, 2014)

Sexta-feira, na Sala de TV do Sesc
09h30min e 14h30min: O Garoto Fantasma (Animação, França, 2015)

Leia também:
Sala Ulysses Geremia, em Caxias, recebe o aguardado "Parasita"
Cinépolis Caxias exibe "Matrix" para comemorar os 20 anos do filme
Na Cozinha: você vai se derreter com esses palitos de queijo empanados
Vencedor de prêmio nacional, Chiquinho Divilas destaca união: "Ser poliglota também é saber ouvir do morador de rua ao empresário" 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros