Metalúrgica Eberle teve destaque na venda de artigos em prata - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Encontro de Prateiros #403/11/2019 | 13h30Atualizada em 03/11/2019 | 13h30

Metalúrgica Eberle teve destaque na venda de artigos em prata

Pesquisadora Véra Stedile Zattera reforça esta tese no livro Gaúcho - Indumentária & Prataria

Metalúrgica Eberle teve destaque na venda de artigos em prata reprodução/Reprodução
Cuias de chimarrão adornadas em prata, em catálogo da Metalúrgica Eberle, de 1907 Foto: reprodução / Reprodução

Lançado em 2016, o livro Gaúcho - Indumentária & Prataria, de Véra Stedile Zattera, traz um panorama baseado em coleções importantes de brasileiros e também colecionadores da América Latina.

Leia  ainda:
Metalúrgica Abramo Eberle: a antiga prataria do gaúcho
Eberle: a fábrica de joias e a origem da piteira  

— No livro, eu reproduzi um catálogo da Eberle que tive acesso, datado de 1907. Então podemos dizer que por volta de 1900 a Eberle já vendia todas as peças da montaria, feitas de prata. Eles tinham a fábrica em Caxias e também varejo em São Paulo e Rio de Janeiro.

De certa forma, a Eberle foi acompanhando as novas tendências do mercado:

— O foco da metalúrgica, no início, não era o gaúcho, mas o Exército Brasileiro. O que identificava a qualidade financeira e status social desse cara que andava à cavalo, sendo ou não gaúcho, eram os arreios do cavalo. E continua sendo ainda hoje, a pessoa vai colocar no seu cavalo o que ele pode financeiramente falando — explica Véra.

Véra Stedile Zattera, autora do livro Gaúcho - Indumentária e Prataria
Véra Stedile Zattera é uma pesquisadora especialista em dissecar a representação do gaúcho na sociedade.Foto: Julio Soares / divulgação

Haviam ainda uma segmentação bem específica com relação a duas das empresas desse segmento, Eberle e Gazola.

— Pode-se dizer sim que a Gazola tinha mais peças e utensílios para casa, como faqueiros, enquanto que a Eberle vendia mais peças relacionadas não só à montaria, mas cuias e bombas de chimarrão, e artigos relacionados ao gaúcho — observa Véra.

Leia também:
O pampa no caminho da história da prata
"O mais interessante é que há aqui uma escola que já está dando frutos", diz prateiro argentino 
Henrique Fagundes da Costa: Um Novo Renascimento 



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros