Conheça Arthur De Antoni Perini, o jovem chef que comanda o Q Restaurante ao lado do pai, em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Sociedade08/11/2019 | 18h34Atualizada em 08/11/2019 | 18h34

Conheça Arthur De Antoni Perini, o jovem chef que comanda o Q Restaurante ao lado do pai, em Caxias

Aos 19 anos, ele fala sobre seus sonhos e ideologias de mundo

Conheça Arthur De Antoni Perini, o jovem chef que comanda o Q Restaurante ao lado do pai, em Caxias Leandra Romani/Divulgação
Foto: Leandra Romani / Divulgação

Arthur De Antoni Perini nunca esqueceu a vez em que preparou um macarrão instantâneo pela primeira vez. Não tinha aquele temperinho em pó, que acompanha a embalagem de lámen. Havia presunto e queijo picados, e todo o tempero especial de quem, no futuro, iria acabar virando um chef. Ou, ao menos, que começaria a trilhar a carreira do pai, Vicente Perini Filho, no Q Restaurante, recentemente aberto em Caxias. Aos 19 anos, ele engata na cozinha, uma de suas paixões, também com o apoio da mãe, a psicóloga Simone De Antoni Perini.

— Já errei bastante na cozinha — brinca o jovem, que agora começa a afinar as duas atividades para as quais estudou: graduou-se em gastronomia no ICIF/UCS e agora cursa Administração, também na UCS.

Leia mais
Conheça a designer de moda, pintora, desenhista e inquieta caxiense Julia Webber
Conheça parte do acervo artístico que Walter Rodrigues mantém em seu apartamento em Caxias

Foi em uma viagem ao Exterior, quando passou seis meses na Califórnia, em 2018, que Arthur se viu diante das panelas e do fogão, cozinhando para amigos. Com o apoio da família, sem se sentir pressionado a seguir a carreira do pai, a opção pela gastronomia foi tomando forma. Mas, claro, o tempero e o modo de fazer estavam bem perto.

— Sempre percebi o empenho do meu pai em cada detalhe do restaurante e ele me ensinou que não existe dinheiro fácil. Ficava observando o jeito dele trabalhar. Aprendi a preparar risotos com ele, que sabe fazer comida boa como ninguém — elogia Arthur.

O aprendizado familiar — do métier do pai, tanto no antigo Quinta Estação, quanto agora, no Q, e o convívio com a mãe — têm sido a principal escola do jovem chef, que tem um jeito bem simples de se apresentar:

— Sou cozinheiro. Chef é alguém que tem larga carreira, tem dez, quinze anos de cozinha — diz ele, que planeja aprender mais sobre a gastronomia espanhola, peruana e mexicana.

Arthur é bem básico na hora de escolher o que gosta: arroz, feijão e — por que não? — caviar. E também tem alguns lemas que já dão ideia do profissional meticuloso que se anuncia: "Não existe comida ruim, existe comida mal feita".

É desse jeito que ele vai se inserindo e temperando sua vida adulta. Gosta de estar rodeado de amigos, é daqueles líderes natos da turma, e tem um olhar já amadurecido sobre as coisas do seu país:

— No Brasil, existe uma certa visão de que cada um faz o que quer e passa despercebido, o tal jeitinho brasileiro. Para cobrarmos um governo honesto, temos que ser honestos. Não sei quando vamos entrar nos eixos. A polarização é complicada. Meu desejo é que todo mundo tenha oportunidades.

Ele também acredita que sua geração tem muitas responsabilidades. A questão da sustentabilidade é uma dessas bandeiras que o mobiliza. Também pensa que o preconceito seguirá mais um tempo, mas a empatia deverá prevalecer:

— Alguns tabus estão sendo quebrados aos poucos.

Festeiro e baladeiro, gosta de rap, rock, pagode, funk... Esportista que vai do muay thai ao vôlei e às corridas. Não está em nenhum relacionamento sério e diz que, no momento, não precisa disso. Sua alegria é ver as outras pessoas bem. E se um dia o pegarem olhando para uma pedra gigante, quase sem respirar, saibam que está reverenciando a vida:

— Diante da natureza a gente se vê tão pequeno — filosofa, na temperança de seu tempo de afirmação diante do mundo.

Leia também
Pedro Guerra: a decisão mais difícil que já tomei
Nivaldo Pereira: os monstros do pântano
Na Serra, apenas quatro de 65 municípios têm salas de cinema com programação regular
Em show em Caxias, Paula Toller veste look de estilista da cidade por coincidência
Açougue premium e restaurante: conheça o La Estación, novidade gastronômica da Serra
Na Cozinha: arroz de leite com gemada é a sobremesa perfeita para o fim de semana   


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros