Frei Jaime: quem escolhe a acomodação acaba fechando as portas e as janelas - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião10/10/2019 | 06h00Atualizada em 10/10/2019 | 06h00

Frei Jaime: quem escolhe a acomodação acaba fechando as portas e as janelas

É difícil conviver e manter proximidade com aqueles que têm um elaborado discurso

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Acordando e retomando a normalidade... Recordando os afazeres deste dia.... Elevo os pensamentos aos céus, na certeza da atenção e bênção de Deus... Vamos que vamos! 

"A ponte mais difícil de cruzar é aquela que separa as palavras das atitudes." 

Estar em movimento é uma das características mais peculiares do ser humano. Não se trata apenas de movimento físico, mas também intelectual, emocional e espiritual. O movimento é capaz de agregar experiência, dinamismo e esperança. O crescimento intelectual é uma necessidade para poder acompanhar a evolução dos tempos e qualificar a própria existência. Quem escolhe a acomodação acaba fechando as portas e as janelas, impedindo o próprio desenvolvimento. O fluxo normal da vida passa pela sintonia entre a palavra e a ação, na conjugação do ser com o fazer. É difícil a travessia da ponte que separa as palavras das atitudes, pois as distâncias são enormes. 

Em tempos de sensível exigência quanto à coerência, os espaços que ainda aceitam pessoas que dizem uma coisa e fazem outra são praticamente inexistentes. É difícil conviver e manter proximidade com aqueles que têm um elaborado discurso, mas são incapazes de testemunhar o que realmente dizem. Há um cansaço visível quando se trata de compreender a teoria distante da prática. A coerência é capaz de dar o compasso para qualquer melodia. É simplesmente harmoniosa a vida daqueles que são fiéis à palavra dada. 

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro

Quantas decepções advindas de palavras vazias, distantes da essência e da equivalente ação. Palavras separadas de atitudes não deveriam fazer parte do vocabulário diário. O mundo seria diferente se determinados discursos não fossem apenas trocadilhos de palavras. Ainda bem que as pessoas estão se tornando mais seletivas: não acreditam em qualquer palavra e não prestam atenção naqueles que falam muito e fazem pouco. 

Quem prima pela autenticidade tem acesso leve e livre nas diferentes pontes da vida. A confiança é uma construção exigente e muito frágil. Uma simples palavra pode fortalecer o pertencimento ou romper uma histórica parceria. Que as atitudes possam ser sempre a melhor palavra. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!      

Leia também
Neire Damin é a nova rainha do Botafogo de Santa Lúcia do Piaí 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros