Facetas do feminino através do olhar das artistas Jane Santos, Isadora Gazzi e Zilmara Tonon - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Artes visuais16/10/2019 | 14h48Atualizada em 16/10/2019 | 14h48

Facetas do feminino através do olhar das artistas Jane Santos, Isadora Gazzi e Zilmara Tonon

Obras estarão à mostra a partir de quinta-feira, dia 17, no Colavoro Sanvitto, em Caxias

Facetas do feminino através do olhar das artistas Jane Santos, Isadora Gazzi e Zilmara Tonon Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Obras pode ser visitadas entre os dias 17 de outubro e 1º de novembro, no Colavoro Sanvitto. Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Faces do Feminino é o nome da mostra que abre nesta quinta-feira, dia 17, às 19h30min, nos Salões Nobres do Colavoro Sanvitto, no centro de Caxias do Sul. Estão dispersas pelas três salas, obras em diversas linguagens e técnicas das artistas Jane Santos, Isadora Gazzi e Zilmara Tonon.

Leia ainda:
Palacete histórico de Caxias reabre com ambiente familiar, mas com enfoque comercial

— As obras retratam figuras femininas que encaram o observador. Elas não apenas representam, mas ajudam a construir as novas faces do feminino. Porque a percepção do que é feminino está sempre em constante metamorfose, renasce do constante confronto entre si e a sociedade — observa a professora e doutora Cristine Tedesco, curadora da mostra Faces do Feminino.

Cristine revela ter sido convidada pelas artistas para que fizesse a curadoria da exposição porque seu mestrado e doutorado foi realizado a partir do estudo de artistas mulheres.

— Organizamos a exposição no sentido de disponibilizar diferentes formas de compreender o feminino através de diferentes facetas. O feminino é delicado, mas também pode ser forte. Nos interessa mostrar que o feminino não é um conceito fechado, nem pode ser delimitado — argumenta.

Cristine acredita que, quando o olhar do espectador é confrontado e é apresentado a ele uma imagem estranha, é onde nascem os questionamentos que transformam  a nossa maneira de ver o mundo.

A curadora traça um panorama geral das obras de cada uma das artistas, mas sem ser determinista, porque entende que cabe ao observador a fruição de cada um dos trabalhos.

— As obras da Jane Santos, são figuras femininas, quase sempre em trio, evocando as três graças, que são da época da Grécia, que sugerem o brotar, o renascer. Já o trabalho da Zilmara Tonon retrata mulheres que assumem o controle dos seus corpos, abrindo passagem para a liberdade, em uma constante sensação de busca dessas suas protagonistas. E as obras da Isadora Gazzi têm delicadeza, com flores, mas as personagens são revestidas de espinhos, que servem como autodefesa, e elas são posicionadas ao lado de armas — discorre.

A seguir leia um pouco mais sobre a obra de cada uma das artistas, através de parte do fragmento do texto da curadora, professora e doutora, Cristine Tedesco.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 15/10/2019 - As artistas Jane Santos, Isadora Gazzi e Zilmara Tonon tem suas obras expostas na exposição Faces do Feminino, no Colavoro Sanvitto. a curadoria é de Cristiane Tedesco. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Obras de Zilmara TononFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Obras de Zilmara Tonon
Nas obras de Zilmara Tonon as figuras femininas são representadas em movimento, atravessando cenários urbanos bem iluminados. Individualmente ou em grupo, percorrem caminhos assumindo a direção e o controle de seus corpos, abrindo passagem para a liberdade.  As escolhas da artista remetem à falta, ao desejo, à busca de suas figuras, que aparecem como protagonistas de seus destinos e carregam olhares determinados, como se nada pudesse detê-las em seu percurso. Figuras que se desprendem de suas raízes numa incansável procura, talvez em busca do autoconhecimento.


 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 15/10/2019 - As artistas Jane Santos, Isadora Gazzi e Zilmara Tonon tem suas obras expostas na exposição Faces do Feminino, no Colavoro Sanvitto. a curadoria é de Cristiane Tedesco. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Obra de Isadora Collato GazziFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Obras de Isadora Collato Gazzi
Nas composições da artista, o feminino vive a metamorfose do corpo e das ideias. A perspectiva faz referência às entranhas do ser, às profundezas do feminino e sua capacidade de se transformar e se regenerar. Em inesgotável busca por autoconhecimento, o feminino é representado por meio da imagem e da palavra, sem que haja uma hierarquia entre elas. Entendendo que é preciso desconstruir para reconstruir, as figuras femininas raspam as feridas da pele e chegam a removê-la para alcançarem o cerne de si mesmas, um processo doloroso de enfrentar as próprias facetas.


 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 15/10/2019 - As artistas Jane Santos, Isadora Gazzi e Zilmara Tonon tem suas obras expostas na exposição Faces do Feminino, no Colavoro Sanvitto. a curadoria é de Cristiane Tedesco. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Obra de Jane SantosFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Obras de Jane Santos
Em Faces do feminino a artista retoma uma antiga paixão, criar figuras femininas de corpos alongados, formas curvas, linhas retas, expressando força e delicadeza. A força de um feminino introspectivo ou em festa, em danças circulares, em êxtase com a possibilidade de desconstruir, reinventar e renascer, como o brotar das flores das Três Graças. As figuras de Jane Santos nos convidam a não limitar ou definir o feminino, mas, sim, percebê-lo em dança, em movimento, em busca de novos caminhos de atuação na sociedade e nas artes.

AGENDE-SE
O quê:
Abertura da exposição Faces do Feminino, com obras de Jane Santos, Zilmara Tonon e Isadora Gazzi.
Quando: quinta-feira, dia 17, às 19h30min. A mostra segue aberta para a visitação até o dia 1º de novembro, de segunda a sábado, das 8h às 18h.
Onde: Salas Nobres do Colavoro Sanvitto (Av. Júlio de Castilhos, 1.989).
Quanto: Entrada franca.
Curadoria: Cristine Tedesco

Representações do Feminino na História da Arte
Ocorre em paralelo à mostra, o curso Representações do Feminino na História da Arte, a ser ministrado pela curadora, a professora e doutora em história, Cristine Tedesco. As aulas foram divididas em dois módulos, sempre às segundas-feiras, das 19h às 22h. O primeiro deles ocorre dia 21 de outubro, em que será abordado o feminino nas obras de Sofonisba Anguissola e Lavinia Fontana. E o encerramento será dia 28, com a análise do trabalho da artista plástica Artemisia Gentileschi. O custo para participação será de R$ 100, e restam poucas vagas. Inscrições e informações: 9143-1646

Leia também:
Projeto Hip Hop nas Escolas vence o Prêmio Educação RS, do Sinpro
Lucas Leite abre a exposição "Greve Geral" nesta quarta
Reunião gastronômica e festiva promovida por Paulinho Silva movimentou o domingo
Em Caxias, escritor uruguaio defende financiamento público para criação artística



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros