Com mescla de ritmos, Festa Nacional da Música terá shows gratuitos em Bento Gonçalves - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Festa da Música21/10/2019 | 08h00Atualizada em 21/10/2019 | 08h00

Com mescla de ritmos, Festa Nacional da Música terá shows gratuitos em Bento Gonçalves

Programação segue até quarta-feira

Com mescla de ritmos, Festa Nacional da Música terá shows gratuitos em Bento Gonçalves JH Araújo/Divulgação
Sensação entre o público jovem, Vitor Kley se apresenta terça (22), na Rua Coberta Foto: JH Araújo / Divulgação

Desde a última sexta (18), Bento Gonçalves respira a mistura de ritmos que tão bem traduz a diversidade cultural brasileira. Isso porque, pelo segundo ano consecutivo, a Capital do Vinho sedia a Festa Nacional da Música, encontro que reúne cantores, compositores e empresários do setor que, apesar das incertezas, segue crescendo.

Somente em 2018, o mercado musical movimentou mais de R$ 1,2 bilhão no Brasil, um incremento de 15,4% em relação ao ano anterior, segundo relatório da Federação Internacional da Indústria Fonográfica. Se a cifra é motivo de comemoração para as gravadoras, as atrações que circulam pela Serra até quarta-feira (23) animam os fãs. Nomes de peso no cenário nacional confirmaram presença, como Sérgio Reis, Paulo Ricardo, Sandra de Sá, Dudu Nobre e Frank Aguiar — contemplando do rock ao forró, sem esquecer do sertanejo, da MPB e do samba.

A programação iniciou na sexta-feira (18), com a gravação do programa Galpão Crioulo, da RBS TV, na Rua Coberta. Além do apresentador Neto Fagundes, o público pode conferir de perto o som de César Oliveira e Rogério Melo, Tchê Guri e outras sete atrações nativistas, com destaque para a caxiense Tatiéli Bueno. Já na tarde de ontem, foi a vez do ritmo gospel ecoar pela cidade, durante a gravação do Festival Promessas, da Rede Globo. Subiram ao palco Midian Lima, Isadora Pompeo, Camila Campos e outros sucessos da música evangélica.

Sula Miranda, atração da Festa Nacional da Música
Sula Miranda também é presença confirmada da programaçãoFoto: FNM / Divulgação

— É a oportunidade que o mercado tem de parar e se reunir, com entidades, artistas, empresários... Todo mundo está aqui. É o fórum das grandes discussões da indústria fonográfica — resume Fernando Vieira, criador da festa, ainda nos anos 1970.

A partir desta segunda (21), a programação se concentra no Dall’Onder Grande Hotel, que hospeda artistas e convidados, além de sediar palestras, bate-papos e exposições. Para os amantes da música, o destaque fica por conta dos shows gratuitos – caso das apresentações para estudantes na Fundação Casa das Artes e do show nacional na Rua Coberta, que reunirá os badalados Vitor Kley, Detonautas e Turma do Pagode com os veteranos Ovelha, do refrão “ou, ou, ei, ei, sem você não viverei”, e Sula Miranda, a eterna “rainha dos caminhoneiros”. Serão três horas de música e quase 30 atrações.

— É a arte indo ao encontro do público. E a coisa mais louca é que nenhum músico cobra cachê para estar aqui e todos os shows são gratuitos — destaca Vieira.

Fechando o circuito, na quarta (23), será divulgada a Carta de Bento Gonçalves, documento que fará um balanço dos assuntos discutidos ao longo da semana, referendando a posição da indústria musical sobre temas como direitos autorais, mercado digital e políticas públicas de fomento à cultura.

Frank Aguiar, atração da Festa Nacional da Música
Forró de Frank Aguiar promete embalar o público de Bento GonçalvesFoto: FNM / Divulgação

ITINERANTE

Considerada o maior encontro da música brasileira, a Festa Nacional da Música nasceu na década de 1970, com o nome de Festa do Disco, em Porto Alegre. Reunindo grandes nomes da MPB, o evento foi realizado na Capital gaúcha durante 15 temporadas — até ser interrompido por alguns anos e retomado em 2005, tendo a cidade de Canela como nova casa.

Mantendo o princípio de proporcionar ao público a mescla de ritmos com atrações gratuitas, a festa permaneceu na Região das Hortênsias até 2015, voltando a Porto Alegre por duas edições seguidas e desembarcando em Bento Gonçalves no ano passado. A sede de 2020, ainda não foi definida, será revelada durante o encerramento da programação. A tendência é que o evento permaneça na região, devido à facilidade de deslocamento até o Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, e pela capacidade da rede hoteleira.

PROGRAMAÇÃO

Segunda (21)

Dall’Onder Grande Hotel
:: 10h - chegada de artistas e convidados.
:: 14h - abertura dos espaços de exposição.
:: 14h30min - abertura da mostra de instrumentos musicais.
:: 17h - abertura do Congresso Nacional da Música.
:: 18h - painel sobre a Lei Rouanet.
:: 22h - noite de shows e premiações.

Fundação Casa das Artes
:: 15h - show para estudantes.

Terça (22)

Dall’Onder Grande Hotel
:: 11h - debate sobre direitos autorais.
:: 11h - painel sobre o mercado digital no Brasil.
:: 11h - painel sobre a música regional gaúcha.
:: 11h - workshop sobre instrumentos musicais.
:: 17h - painel sobre o futuro do music business.
:: 22h - noite de shows para televisão e redes sociais.

Fundação Casa das Artes
:: 9h30min - show para estudantes.
:: 15h - show com The Fevers e convidados.

Rua Coberta
:: 19h - show nacional com 27 atrações.

Quarta (23)

Dall’Onder Grande Hotel
:: 10h - divulgação da Carta de Bento Gonçalves e encerramento.

Leia também:
Refúgio na bola: conheça o time de futebol dos imigrantes haitianos em Caxias do Sul
Workshop culinário traz dicas para para impressionar o crush
Conheça o luxuoso passeio de trem de Curitiba a Morretes, um dos roteiros turísticos mais procurados do Paraná

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros