Reunião de cronistas é atração neste domingo em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Feira do Livro 201927/09/2019 | 17h51Atualizada em 27/09/2019 | 18h00

Reunião de cronistas é atração neste domingo em Caxias

Marcos Fernando Kirst, Nivaldo Pereira e Gilmar Marcílio dividem com público as particularidades do gênero 

Reunião de cronistas é atração neste domingo em Caxias /

Há quem julgue a crônica um gênero menor, mas é preciso lembrar de sua potência enquanto linguagem dedicada a olhar para a vida comum, capaz de causar identificação e captar leitores dos mais variados perfis. Três escritores locais que acumulam experiência no exercício da crônica _ inclusive dividindo percepções semanalmente com os leitores do Pioneiro — vão esmiuçar esse universo durante a Feira do Livro de Caxias. Marcos Fernando Kirst, Nivaldo Pereira e Gilmar Marcílio estarão na Galeria de Arte Gerd Bornheim, às 19h deste domingo — originalmente, o encontro se chamava Quatro cronistas em ação, mas Alessandra Rech precisou cancelar sua participação.

Leia mais
Literatura negra será abordada em mesa temática neste domingo
Centro de Caxias do Sul vira o reduto dos leitores
Armindo Trevisan lança livro sobre São Tomás de Aquino
Biógrafo de ilustres desconhecidos lança livro neste sábado
Joselia Aguiar vem à Caxias lançar biografia sobre Jorge Amado 

A leveza e a informalidade da crônica darão sabor à atividade, que é aberta ao público. 

— Vai ser uma coisa descontraída, falando da crônica como essa linguagem de leveza e de contato muito imediato com o leitor e com o cotidiano. Não vai ser assim uma mesa de palestra, é para ser bem leve como uma crônica é — define Nivaldo Pereira, que assina no Almanaque crônicas escritas sob a ótica da astrologia. 

A amizade de longa data que os três mantêm certamente contribuirá para deixar o encontro ainda mais espontâneo. O trio combinou que cada um vai falar um pouco de seu processo criativo e ler trechos de textos autorais, preparando terreno também para um bate-papo cheio de liberdade com os leitores. Afinal, eis aí outra "regra" da crônica.

— A gente trabalha com o elemento mais precioso, que é a liberdade. Olhamos para o que compõe o dia a dia das pessoas, como um retrato daquilo que a sensibilidade coloca diante de nós — aponta Gilmar Marcílio. 

Marcos, Nivaldo e Gilmar acumulam cerca de 20 anos cada de intimidade com os leitores do Pioneiro. Essa aproximação entre quem escreve e quem lê, que a crônica tanto prioriza, promete dar tônica ao encontro na feira.

— Que as pessoas nos acolham como acolhem nossas crônicas — espera Marcílio.

 Leia também:
Pedro Guerra: desculpa, é que sou libriano
Nivaldo Pereira: a luz da poesia
Agenda: Mandrak Funk Show se apresenta em Caxias nesta sexta-feira
Moda compartilhada é o mote de encontro neste fim de semana, em Caxias 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros