Frei Jaime: o dinamismo da vida depende muito da postura diária - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião10/09/2019 | 05h54Atualizada em 10/09/2019 | 05h54

Frei Jaime: o dinamismo da vida depende muito da postura diária

Ninguém deveria permanecer na indiferença ou no desânimo

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! O sono é um companheiro muito achegado... Às vezes é preciso ser insistente para que a sonolência tome uma certa distância, ao amanhecer... Vamos lá! Vale a pena colocar-se a caminho e seguir em frente... Os dias passam e a vida amadurece... As surpresas diárias são muitas... Feliz dia! 

Eu reconheço que todos os dias tenho algo por aprender, algo por esquecer e muitas, muitas coisas para agradecer.” (Chorão). 

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro 

O dinamismo da vida depende muito da postura diária. Ninguém deveria permanecer na indiferença ou no desânimo. Deve ser muito triste a vida daqueles que sempre enxergam o lado negativo das coisas. É importante ser realista: sim, o positivo poderia estar mais presente no cotidiano. A violência é desnecessária, o ódio e a inveja também. Porém, o bem e o mal sempre disputaram um lugar, na história da humanidade. 

O fato de estar vivo é, por si só, suficiente para concluir que o bem é mais forte do que o mal. Sentir-se e posicionar-se como um eterno aprendiz faz toda a diferença. Acontece que a grande maioria está preocupada em mudar as outras pessoas e não fazer nenhuma modificação em si própria. Construir transformações pessoais é um jeito dinâmico para assimilar o novo, que está sempre chegando e consolidar o que já faz parte da bagagem existencial. Diariamente é necessário ter tempo para si mesmo e dialogar longamente com seu ‘eu’ interior. É mais fácil abrir espaços para os outros, do que tratar de seus próprios sentimentos e anseios. 

Muitas pessoas vão abafando e amontando o que sentem. Num determinado momento, a estrutura emocional acabando tornando-se insuficiente para dar conta dos afetos reprimidos. O físico sofre quando as emoções não têm vasão. Viver de forma leve não significa não ter problemas, mas saber lidar com os diferentes momentos. Diariamente tem muita coisa para ser assimilada e outras para serem esquecidas. Mas o que realmente não falta são motivos para agradecer. O medicamento para muitas dores emocionais é a gratidão. Quem sabe agradecer não sobra tempo para ficar triste. Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!       

 Leia também
Saia do vermelho: cinco passos para quitar suas dívidas
Livros a R$ 10 popularizam consumo em Caxias do Sul
Caxias do Sul terá semana dedicada à cachaça  
 

 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros