Conheça um pouco da vida e dos pensamentos de Claudete Matias, curadora da Mostra ARQART, em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Expressão e arte06/09/2019 | 16h01Atualizada em 06/09/2019 | 16h01

Conheça um pouco da vida e dos pensamentos de Claudete Matias, curadora da Mostra ARQART, em Caxias

Mostra ocorre até o dia 12, no Complexo Fabbrica, e tem entrada franca

Conheça um pouco da vida e dos pensamentos de Claudete Matias, curadora da Mostra ARQART, em Caxias Leandra Romani/Divulgação
Curadora da ARQART, Claudete Matias mergulha no universo do fazer artístico, evidenciando artistas autorais Foto: Leandra Romani / Divulgação

Claudete Matias respira arte contemporânea por todos os poros e inspira, por meio deste ato quase sagrado, um panorama imensurável de possibilidades, formas e cores para um mundo mais emocionante, crítico e artístico. Neste bate-papo, a consultora de arte, libriana, esposa amorosa de Euclides Matias e mãe de Leonardo e Luciano, discorre sobre o movimento das artes plásticas enquanto assina a curadoria do Mostra ARQART, em exibição no Villa Basilico, do Complexo Fabbrica, em Caxias do Sul, até o próximo dia 12.

Leia mais
Conheça os jovens que comandam duas das maiores malharias da Serra
Confira três dicas de elegância de Regyna Queiroz Gazzola 

João Pulita: Qual sua primeira incursão no universo da arte?
Claudete Matias:
Na primeira infância. Adorava as aulas de educação artística.

Quais são os grandes mestres brasileiros da arte contemporânea?
Tunga, Adriana Varejão, Vik Muniz, Lygia Clark e tantos outros. Vale lembrar que muitos deles têm expressiva valorização fora do Brasil.

Qual seu maior orgulho profissional?
Despertar nas pessoas o desejo de ter arte como forma de identificação.

Você também desenvolve um destacado trabalho como marchand. Qual a sensação de descobrir apaixonados pela arte contemporânea?
Maravilhoso, arte contemporânea é o hoje, o agora. Não existe outra forma de contar a história atual para as futuras gerações.

Qual foi o último achado?
Os jovens talentos, Bruno Éder e Pedro EMCB.

Qual obra de arte gostaria de ganhar ou comprar?
Uma com assinatura de Nara Amelia.

Uma obra atemporal?
Sempre do Iberê Camargo, ele dialoga com o ontem, o hoje e o amanhã.

Que artista não pode faltar na casa de um colecionador?
Aquele ou aquela que represente algo. É diferente de um investidor que adquire uma obra a partir da cotação de mercado.

Uma obra de arte que salvaria para sempre...
A arte tem que ser preservada, cuidada, para que as próximas gerações consigam compreender um pouco melhor o ser humano de hoje.

Qual a importância da arte como fator de identidade de um povo, de uma cidade?
A conservação da nossa história é a identidade do local, dos seus descendentes, de como se perpetua nossas origens. Vejo isso com respeito e admiração.

Como se caracteriza a curadoria que desenvolve? Existem elementos que definem a tua assinatura?
Sim, respeito ao cliente sempre. Busco oferecer as opções que tenham relação com sua necessidade e seu desejo. Nunca é uma imposição. Lembrando apenas que obras de arte não precisam combinar com a decoração.

Quais são os maiores e melhores artistas plásticos do mundo?Hoje temos muitos artistas importantes no cenário das artes. Atualmente o mercado de arte, é como outro qualquer. Em muitas ocasiões existe um forte investidor que vai alavancar a carreira do artista. Nem sempre o que vai se destacar é o melhor. Quanto mais acesso, mais educação.

Raio-x
Livro de cabeceira: Hoje: Vito, de Maria Tomaselli
Se pudesse voltar à vida na pele de outra pessoa, quem seria? Não voltaria na PELE de ninguém, não trocaria nada, faria as mesmas escolhas. Amo minha vida!
Um objeto de desejo: ao completar 40 anos de união uma aliança nova...
Não vivo sem... família
Uma palavra chave: confiança
Uma frase: nunca faça ou fale algo que se arrependa, e se o fizer, desculpe-se.

Leia também
Grupo de teatro Ueba completa 15 anos de carreira e comemora com programação especial em Caxias 
Galpão Crioulo será gravado em Caxias do Sul neste domingo
Conheça o local que abriga mais de 10 mil objetos históricos em Caxias do Sul
De lápides a roupinhas de batizado: veja objetos curiosos mantidos pelos museus de Caxias
Pano, cera e pincel: saiba como as peças de museus são higienizadas


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros