Conheça as fãs caxienses que tatuaram a paixão por Sandy & Junior - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Música17/09/2019 | 15h00Atualizada em 17/09/2019 | 15h00

Conheça as fãs caxienses que tatuaram a paixão por Sandy & Junior

Mãe e filha vivem expectativa para o show deste sábado, em Porto Alegre

Conheça as fãs caxienses que tatuaram a paixão por Sandy & Junior Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Quando Sandy & Junior pisarem no palco da Arena do Grêmio, na noite de sábado (21), as caxienses Lidiane e Sandy realizarão um sonho. Pela primeira vez, mãe e filha assistirão juntas ao show da dupla que não somente une as duas gerações, mas também ocupa todos os cantos da casa onde moram, no loteamento Glória.

Lidiane Sandi da Rocha é empresária e tem 40 anos. Sandy da Rocha Rodrigues (o nome não é coincidência!) tem 18 e trabalha como auxiliar administrativa. Em comum, uma coleção que reúne fotos, recortes de jornais e revistas, canecas, quadrinhos, luminárias, almofada, e até mesmo lençol, fronha e toalha de banho. Ah, e não podemos esquecer das camisetas personalizadas que servirão de uniforme para o show de sábado, quando a turnê Nossa História desembarca em solo gaúcho.

A paixão começou com a mãe, em abril de 1999, quando Sandy (a cantora) se apresentou com o irmão nos Pavilhões da Festa da Uva, empilhando sucessos da época, como Dig-Dig-Joy e As Quatro Estações.

— Eu já acompanhava eles na TV, mas só descobri que era uma paixão naquele dia. Eu chorei o show inteiro. Foi ali que decidi: quando tivesse uma filha, iria se chamar Sandy.

Dito e feito. Em novembro de 2000, batizou a primeira filha em homenagem à cantora. Herdar o amor pela dupla era questão de tempo.

— Foi muito natural (tornar-se fã). Na escola e em todos os lugares que eu vou, as pessoas escutam meu nome e já perguntam se tem a ver com Sandy & Junior ou começam a cantar Vâmo Pulá — relata a jovem.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 16/09/2019. Mãe e filha fãs de Sandy e Junior demonstram amor pela dupla em coleção de objetos temáticos e até em tatuagem. Na foto, Lidiane Sandi da Rocha (mãe) e Sandy da Rocha Rodrigues (filha). Elas irão no show Sandy e Junior - Nossa História, em Porto Alegre. (Porthus Junior/Agência RBS)
Mãe e filha colecionam objetos relacionados à duplaFoto: Porthus Junior / Agencia RBS

Mas a devoção não para por aí. Depois de um verdadeiro mutirão para comprar os ingressos (Lidiane e Sandy ficaram mais de quatro horas com dois computadores e quatro celulares conectados na página do evento para garantir um lugar na Arena), mãe e filha resolveram eternizar a paixão na pele: uma tatuagem no pulso que reproduz o símbolo da turnê.

— Foi uma ideia minha (risos)! Quando vi aquele símbolo, decidi que seria o tema da minha festa de 40 anos e também uma tatuagem. Mas ainda quero complementar: vou tatuar uma frase de alguma música — diz a mãe.

CASA CHEIA

A expectativa é de Arena lotada para o show. Afinal, as 12 apresentações já realizadas ao longo da turnê tiveram ingressos esgotados e público total de quase 300 mil pessoas. Ainda há lugares disponíveis, que podem ser adquiridos pelo site stubhub.com.br. Os valores do terceiro lote vão de R$ 118 (pista) a R$ 1.035 (cadeira gold), mais taxas de serviço.

Fato é que a capital gaúcha receberá fãs de várias regiões do Estado — de Caxias, serão centenas. Somente pela Rupestre Turismo, 235 pessoas garantiram lugar nos seis ônibus que descerão a Serra. A empresa não tem mais vagas. Já a Mica Transporte, que irá para Porto Alegre com dois ônibus, ainda tem assentos disponíveis, ao valor de R$ 60 ida e volta. Reservas podem ser feitas pelo (54) 9 9212-5052.

Quando a sessão nostalgia começar, às 20h, Lidiane e Sandy estarão entre milhares de histórias de paixão pela dupla que conquistou o Brasil ainda na infância, com suas botinhas de couro e cabelos na altura dos ombros, cantando Maria Chiquinha — música, aliás, que teve a letra atualizada para corrigir o teor machista. Nas arquibancadas, mãe e filha farão coro para acompanhar os versos de Imortal e Vai Ter Que Rebolar.

Depois da performance no Rio Grande do Sul, a dupla segue para Nova York (EUA), onde se apresenta no dia 2 de outubro, e Lisboa (Portugal), com show marcado para o dia 6. A turnê retorna para o Brasil para duas apresentações em São Paulo (12 e 13 de outubro) e encerra com show no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, no dia 9 de novembro.

Leia também:
Caxiense de três anos é eleita Miss Rio Grande do Sul Infantil 2019
Com 10 palestrantes, Caxias do Sul terá edição do TEDx em outubro
Morador de Caxias com Síndrome de Down salta de paraquedas no Domingão do Faustão

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros