Caxias corre o risco de não ter projetos aprovados pelo Financiarte em 2019 - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Cultura04/09/2019 | 12h20Atualizada em 04/09/2019 | 12h46

Caxias corre o risco de não ter projetos aprovados pelo Financiarte em 2019

Prazo para inscrever propostas culturais encerrou-se na manhã desta quarta-feira, com dez inscritos e apenas dois habilitados para a nova fase, que é a de mérito

Caxias corre o risco de não ter projetos aprovados pelo Financiarte em 2019 Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Edital do Financiarte 2019 tem apenas dois projetos habilitados à última fase, que avalia o mérito cultural do projeto Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Caxias do Sul corre o risco de não ter nenhum projeto aprovado no Financiarte neste ano. É que na manhã desta quarta-feira, foram inscritos os projetos culturais que buscam ser beneficiados com o edital Financiarte em 2019. Foram protocolados dez projetos, sendo oito inabilitados por questão de falha na documentação apresentada, e apenas dois foram habilitados. 

Leia ainda:
Prefeitura de Caxias do Sul divulga projetos contemplados pelo edital 2018 do Financiarte 

As propostas dos produtores culturais Luana Folchini da Costa e Rafael dos Santos Homem serão encaminhadas à  Comissão de Avaliação, Seleção e Fiscalização (CASF), que é a última fase, a de mérito. E caso a CASF não entenda que há mérito pode ser que nenhum seja aprovado em 2019.

— Hoje (quarta-feira, dia 4 de setembro) foi aberto o primeiro envelope, que continha a documentação do proponente do projeto. Sendo dado, prazo recursal de cinco dias úteis, ou seja, finda em 11 de setembro. Transcorrido este prazo, será agendada nova data para abertura do segundo envelope dos projetos habilitados. Sendo aberto, a partir de então, novo prazo recursal de mais cinco dias úteis. Se o projeto for habilitado nesta etapa segue para a CASF, para análise de mérito, que não tem prazo pré-definido para divulgar o resultado final — informa Reinaldo Nereu Tomanqueves, coordenador de Fomento da Secretaria da Cultura.

No edital de 2018, dos 23 projetos inscritos, apenas quatro foram contemplados, totalizando R$ 91,4 mil de investimento. Para se ter uma ideia, a primeira edição do então chamado Fundoprocultura, em 2003, injetou R$ 377,3 mil em 32 projetos aprovados.

Inscritos no edital 2019:
Ariel Fedrizzi
Camila Luciana Dengo
Irma Maria Bertollo Trevisol
José Otavio Carlomagno
Maicon Cesar Firmiano da Silva
Augusto Alessio Bazzo
Luana Folchini da Costa
Luiz Damo
Rafael dos Santos Homem
Suzana Webber Alves

Inabilitados por falha com a documentação
Ariel Fedrizzi
José Otavio Carlomagno
Augusto Alessio Bazzo
Irma Maria Bertollo Trevisol
Camila Luciana Dengo
Luiz Damo
Maicon Cesar Firmiano da Silva

Habilitados à prova fase
Luana Folchini da Costa
Rafael dos Santos Homem

Veja histórico dos investimentos do Fundoprocultura/Financiarte 

Em 2003: R$ 377.338, 59
32 contemplados, 97 inscritos

Em 2004: R$ 427.341,55
37 contemplados,114 inscritos

Em 2005: R$ 614.468,57
48 contemplados, 149 inscritos

Em 2006: R$ 696.030,55
49 contemplados, 143 inscritos

Em 2007: R$ 817.230,31
62 contemplados, 149 inscritos

Em 2008: R$ 895.526,75
60 contemplados, 148 inscritos

Em 2009 (mudou para Financiarte): R$ 893.159,13
56 contemplados, 174 inscritos 

Em 2010: R$ 1.164.244,40
63 contemplados, 176 inscritos

Em 2011: R$ 650.304,59
32 contemplados, 99 inscritos

Em 2012: R$ 1.520.001,85
77 contemplados, 158 inscritos

Em 2013: R$ 1.031.224,20
43 contemplados, 107 inscritos

Em 2014: R$ 2 milhões
57 contemplados, 101 inscritos

Em 2015: R$ 2 milhões
65 contemplados, 137 inscritos

Em 2016: R$ 2 milhões
71 contemplados, 139 inscritos

Em 2017: R$ 600 mil
18 contemplados, 184 inscritos

Em 2018: 91,4 mil
4 contemplados, 23 inscritos 

Leia também:
Andrei Andrade: demônios azuis
Sociedade por João Pulita
Aline Chaves abre sua primeira exposição individual
Livraria Miragem promove noite de debates e música nesta quinta em São Francisco de Paula

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros