"Turning Point" abre nesta terça-feira, dia 6, no Campus 8 - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Semana de Fotografia05/08/2019 | 20h00Atualizada em 05/08/2019 | 20h00

"Turning Point" abre nesta terça-feira, dia 6, no Campus 8

Mostra faz parte da programação da 12ª edição da Semana da Fotografia de Caxias do Sul 

"Turning Point" abre nesta terça-feira, dia 6, no Campus 8 kriger-stallivieri/Divulgação
"La Plage Française: Uma bela tarde de banho na praia de Antibes, na França. Evoca a Hiper-realidade, realidade ou fantasia? Será que esta é, de fato, uma foto verdadeira?", questiona a dupla kriger-stallivieri Foto: kriger-stallivieri / Divulgação

Turning point é para o cinema um ponto de virada, é aquela hora "X" em que o protagonista vê a sua vida mudar de perspectiva. De certa forma é o que vive hoje a sociedade brasileira. No campo político, os caras da direita festejam a chegada de Jair Messias Bolsonaro ao poder, como o Salvador da Pátria. De outro lado, pessoas com inclinação mais à esquerda, questionam o que chamam de uma guinada radical do Brasil rumo a uma república conservadora. Ou seja, vivemos todos, um grande turning point, mesmo que às avessas. E não adianta gritar por socorro, porque o roteirista está convicto da sua narrativa.

Leia ainda
Mostra "Turning Point" será uma das integrantes da Semana da Fotografia em Caxias

Pois bem, entre mortos e feridos, Janete Kriger e Lissandro Stallivieri, sócios da Spaghetti Filmes e realizadores audiovisuais resolveram que era hora de escrever um ponto de virada em suas vidas artísticas e abrem nesta terça-feira, dia 6, às 19h40min, no Campus 8 da UCS, em Caxias, a exposição Turning Point, com fotografias, vídeos e instalação. A mostra faz parte da 12ª edição da Semana da Fotografia de Caxias do Sul .

— Essa exposição é a concretização de um sonho e o nosso ponto de virada, coversamos sobre esse projeto com amigos, artistas, merchants, para trocar uma ideia em como lidar com essa coisas toda da arte. A ideia agora é não parar mais e seguir por esse caminho — revela Lissandro Stallivieri.

Em suas trajetórias, Lissandro e Janete, ou como sugere a exposição kriger-stallivieri, sempre percorreram trilhas jornalísticas, por assim dizer. Para quem não sabe, Lissandro é jornalista de formação e Janete trabalhou muitos anos com fotojornalismo. Daí vem um tanto de projetos documentais que desenvolveram como realizadores audiovisuais. Em meio ao olhar jornalístico, a dupla sempre manteve um flerte com a arte contemporânea.

Death Roll 6 - (Bogart, Humphrey - actro, 57)Esta faz parte de uma sequência de fotos de bitucas de cigarro em plano detalhe e tenta resgatar uma história. Uma história de alguém que fumou um cigarro. Um simples ponto esquecido pode render uma narrativa. O ator Humphrey Bogart morreu aos 57 anos por complicações causadas pelo tabagismo, uma verdade que está contida nestes restos de tabaco. Esta foto faz parte do acervo do MARGS.
"Death Roll 6 - (Bogart, Humphrey - actor, 57): Esta faz parte de uma sequência de fotos de bitucas de cigarro em plano detalhe e tenta resgatar uma história. O ator Humphrey Bogart morreu aos 57 anos por complicações causadas pelo tabagismo, uma verdade que está contida nestes restos de tabaco", explica a dupla kriger-stallivieriFoto: kriger-stallivieri / Divulgação

— A arte visual contemporânea, tem de certa maneira uma simplicidade estética, mas tem conceituação muito profunda, o que nos atrai como artistas. Talvez, a arte contemporânea não tenha o prazer estético de outras escolas. Mas tem o poder do questionamento, da reflexão, que é diferente de uma obra clássica — observa Lissandro.

O foco da exposição é trazer à luz da cena, através de fotografias, vídeos e instalações, o assunto mais emblemático desde sempre: o que é a verdade, de que lado ela esta? Mais do que determinar um ponto de vista, kriger-stallivieri desejam suscitar perguntas ao espectador.

— O perigo deste tempo em que estamos vivendo é que se questiona a verdade de uma maneira absurda. A terra é plana? O nazismo é de esquerda? O homem chegou mesmo à lua? As pessoas andam questionando coisas que já estavam resolvidas. Por que revisitar essas histórias, e remanejá-las para um sentido absurdo? — questiona Lissandro.

Obra da exposição Turning Point,  que além de abrir o calendário de exposições do segundo semestre do Projeto Mostra UCS Campus 8, também integra a programação da 12ª Semana da Fotografia de Caxias do Sul.
"A imagem tem impacto visual. Mostra o momento em que o porco acabou de morrer e revela um processo que as pessoas não conhecem muito", explica Lissandro StallivieriFoto: kriger-stallivieri / Divulgação

Turning Point é, neste sentido, mais do que uma mostra de trabalhos para a fruição, mas um documentário vídeo-fotográfico sobre um momento importante da história do Brasil. A dupla não pretende matar a expressão "uma imagem vale mais do que mil palavras", mas questiona: quais imagens têm sido usadas para narrar as cenas que temos assistido diariamente, seja em Washington, Brasília ou Caxias do Sul?

Programe-se
O quê:
Turning Point, de kriger-stallivieri. A mostra faz parte da 12ª edição da Semana da Fotografia de Caxias do Sul
Quando: terça-feira, dia 6, a partir da 19h40min
Onde: Campus 8 da UCS (Av. Frederico Segala, 3.099 - Caxias)
Quanto: entrada franca

Leia também
Vídeo: Maestro Manfredo Schmiedt convida para concerto da Osucs
Enquanto Caxias patina com a Maesa, Flores da Cunha e Canela dão exemplo na ocupação de prédios históricos
De chapinha a violão: serviço inovador em Gramado oferece aluguel de itens para a temporada 
Nivaldo Pereira: desafios do ego 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros