Projeto Sonora Brasil traz espetáculo "Líricas Históricas" a Caxias do Sul neste domingo - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Música02/08/2019 | 08h00Atualizada em 02/08/2019 | 08h00

Projeto Sonora Brasil traz espetáculo "Líricas Históricas" a Caxias do Sul neste domingo

Concerto apresentado por quatro mulheres terá como tema as compositoras brasileiras de todos os tempos

Projeto Sonora Brasil traz espetáculo "Líricas Históricas" a Caxias do Sul neste domingo Cesar Duarte/Divulgação
Quarteto foi formado para o espetáculo, reunindo musicistas de diferentes estados brasileiros Foto: Cesar Duarte / Divulgação

Quatro talentos da música erudita brasileira foram reunidos pelo Sesc para elaborar uma extensa pesquisa e transformá-lo num espetáculo temático para percorrer o Brasil. Em comum, o fato de serem quatro mulheres, que se destacam em diferentes instrumentos e diferentes repertórios. Surgiu assim o grupo Líricas Históricas, que trará neste domingo a Caxias do Sul o projeto Líricas Femininas: A Presença da Mulher na Música Brasileira. Gratuita, a apresentação será no Teatro do Sesc.

Formado pela cantora lírica Gabriela Geluda (RJ), a percussionista Anastácia Rodrigues (PE), a violonista e violeira Priscilla Ermel (SP) e a harpista Vanja Ferreira (SP), o grupo se conheceu para o projeto. A oito mãos, a pesquisa consistiu numa reconstituição da trajetória das compositoras brasileiras do século 18 até os dias atuais, com foco na música de concerto. 

– Fomos apresentadas umas às outras pelo Sesc para realizar esse projeto. A química foi imediata. Foi um trabalho bastante duro, visitamos cerca de 800 partituras, não sabíamos nem por onde começar. Ao final conseguimos chegar a um repertório bem diverso e representativo, com algumas modinhas, outras peças tipicamente brasileiras, mas com esse recorte na música de concerto, já que há outros grupos dentro do mesmo projeto abordando outras vertentes – comenta Gabriela. 

A cantora acrescenta que o espetáculo passa por momentos distintos, com as musicistas ora se revezando no palco, ora juntas. O repertório terá obras de Babi de Oliveira (1913-1993), Dinorah de Carvalho (1905-1980), Cacilda Borges Barbosa (1914-2010), Chiquinha Gonzaga (1847-1935), entre outras, com poemas de nomes como Hilda Hilst, Cecilia Meireles e Florbela Espanca. Também há obras de autoras anônimas, que irão dar uma amostra de como era o trabalho de compositoras que não gozavam da liberdade artística para assinar suas obras. Era comum, por exemplo, no final do século 19 e início do século passado obras serem assinadas por “uma amadora”, uma amiga” ou “uma jovem”.

– Não é um show cronológico. Tratamos isso com certa liberdade. É uma apresentação que mescla música e poesia com referências históricas, tendo as compositoras como nossas ‘avós artísticas”, algo que torna a experiência mais gostosa para o público – destaca a carioca. 

Até o fim do ano, outros três espetáculos da proposta Líricas Femininas serão apresentados em Caxias do Sul: Líricas Modernas (29/08), que apresenta repertórios da atualidade, com estética mais próxima da música popular; Líricas Negras (29/9), com músicas relacionadas às tradições religiosas e culturais de matriz africana; e Líricas Transcendentes (8/11), dedicado ao uso da música como meio de comunicação com as divindades na tradição rural.

Agende-se
O quê
: espetáculo Líricas Históricas
Quando: domingo, às 17h
Onde: Teatro do Sesc, em Caxias do Sul ( Rua Moreira César, 2462)
Quanto: entrada gratuita

Leia também
Prêmio RBS de Educação terá novidades nesta sétima edição
Casal é preso por furto em Flores da Cunha
Ambientado no século 19, "Os Papéis de Aspern" estreia em Caxias   

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros