"O Vendedor de Sonhos" terá duas sessões na Serra - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Teatro28/08/2019 | 09h00Atualizada em 28/08/2019 | 09h00

"O Vendedor de Sonhos" terá duas sessões na Serra

Espetáculo baseado no best-seller de Augusto Cury será exibido em Farroupilha, quinta-feira e, em Caxias, na sexta-feira.

"O Vendedor de Sonhos" terá duas sessões na Serra Talles Fratogianni/Divulgação
Júlio César (Mateus Carrieri, à frente na foto), um homem sem perspectivas, que é confrontado, diante da morte, pelo Vendedor de Sonhos (Luiz Amorim) que encontrou um propósito mesmo quando nada mais fazia sentido. Foto: Talles Fratogianni / Divulgação

O que você pode vender para mim? Para você eu vendo uma vírgula. Com uma vírgula você para e pensa. E nessa parada você pode mudar alguma coisa. E você, a partir de uma vírgula, o que você mudaria?”.

Essa é uma das frases mais simbólicas, emblemáticas e reflexivas, extraída do espetáculo O Vendedor de Sonhos, com direção de Cristiane Natale, baseado no best-seller do psiquiatra, psicoterapeuta, cientista e escritor Augusto Cury. A peça terá duas sessões na Serra Gaúcha, nesta semana. Quinta-feira, às 20h, no Auditório da UCS, em Farroupilha. E sexta-feira, às 20h30min, no UCS Teatro, em Caxias

Cury tem sido um dos conferencistas mais requisitados no mundo para tratar da gestão das emoções. Ele tem repetido insistentemente que precisamos aprender a lidar com as nossas emoções porque as pesquisas apontam graves e sérios índices de patologias e síndromes associadas à nossa incapacidade em lidar com traumas.

– Uma em cada duas pessoas, ou seja, mais de 3 bilhões de pessoas, irão desenvolver depressão, síndrome do pânico, anorexia ou mesmo psicoses – reafirma Cury, em uma de suas palestras à disposição nas suas redes sociais.

Ou ainda, quando expõe nossa condição de escravos mesmo em um mundo livre.

– A sociedade moderna adoece rápida e coletivamente. Quando somos reféns do passado, nos tornamos escravos vivendo em sociedades livres.

O Vendedor de Sonhos aborda inicialmente uma tentativa de suicídio. De um lado, Júlio César (Mateus Carrieri), um homem sem perspectivas, que é confrontado, diante da morte, pelo Vendedor de Sonhos (Luiz Amorim) que encontrou um propósito mesmo quando nada mais fazia sentido. Na verdade, é uma bela desculpa para abordar de que forma lidamos com os traumas em nossas vidas.

– O livro tenta colocar a situação do suicídio em um primeiro plano, mas a base é o Vendedor dos Sonhos, um homem que passou por uma situação traumática muito forte. Um homem muito rico que deu valor a tudo que ele tinha de material e esqueceu o essencial que é o amor da família. Ele só se dá conta disso quando perde a família. Mas ao invés de se revoltar, ele passa a vender sonhos. Conhecemos poucas pessoas na vida que tiveram esse altruísmo – observa Cristiane Natale, diretora do espetáculo.

Augusto Cury, professor e psiquiatra
Augusto Cury é considerado o autor que mais vende livros no Brasil, e com esse espetáculo pretende ensinar as pessoas a vender sonhos.Foto: John Paul Arlington / Divulgação

A adaptação do texto foi um processo de seis meses, em que Cristiane contou com a parceria de Erikah Barbim e do autor do livro, Augusto Cury.

– Não é um texto pesado e sofrido, embora tenha grandes momentos de reflexão – reconhece Cristiane.

É nessa linha, mais reflexiva que entram frases como:

“O ser humano não morre quando o coração para de bater, morre quando, de alguma forma, deixa de se sentir importante”, abordando a questão do fim da linha da vida.

“Não tenha medo do caminho, tenha medo de não caminhar”, sugestiva para quem tem receio em dar o primeiro passo.

“O segredo do sucesso é conquistar aquilo que o dinheiro não pode comprar”, para deixar pensando aqueles que usam os cifrões para determinar sucesso.

E por fim, a frase clássica do livro,  que está no filme e também na peça: 

“Eu sou um vendedor de sonhos. Eu vendo o que o dinheiro não pode comprar”.

E agora, depois dessa vírgula que apareceu na sua vida, o que você mudaria? Uma boa dica é começar permitindo-se assistir a um espetáculo reflexivo, que nos provoca a empatia de viver a vida do outro. Em tempo de choques de egos constantes, nada como lutarmos por estabelecer pontes e não para erguer muros.

"O Homem Mais Inteligente da História"
A diretora Cristiane Natale antecipa uma informação importante.
— A surpresa para o ano que vem é a montagem de O Homem Mais Inteligente da História. O texto de adaptação para o teatro está pronto e devemos começar os ensaios no começo de 2020.

FARROUPILHA
O quê: apresentação do espetáculo “O vendedor de sonhos”, baseado na obra de Augusto Cury.
Quando: quinta-feira, dia 29, às 20h.
Onde: Auditório da UCS (Rodovia dos Romeiros, 567 - Farroupilha).
Quanto: Ingressos a R$ 40. Para categoria Comércio e Serviços e Empresários do Cartão Sesc/Senac, R$ 15.
Duração: 70min.
Classificação: 14 anos.

CAXIAS DO SUL
O quê: apresentação do espetáculo “O vendedor de sonhos”, baseado na obra de Augusto Cury.
Quando: sexta-feira, às 21h.
Onde: UCS Teatro (Bloco M, da Cidade Universitária - Caxias do Sul).
Quanto: Ingressos a partir de R$ 40, à venda na Livraria Rossi (Av. Júlio de Castilhos, 1.583)
Duração: 70min. Classificação: 14 anos. 

Leia também:
Conheça o trabalho da artista Victoria Baratieri
Rede Recria inicia capacitação de educadores para produção de livro com crianças e adolescentes
Sob protesto e ataque a artistas, premiação do Festival de Gramado consagra "Pacarrete"
Quem são e o que pensam os caxienses que têm o pensamento mais à esquerda

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros