Frei Jaime: viver é um ato extraordinário e que dispensa explicações  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião08/08/2019 | 05h16Atualizada em 08/08/2019 | 09h10

Frei Jaime: viver é um ato extraordinário e que dispensa explicações 

Ao longo dos séculos, muitos ensaios reflexivos em relação à vida foram feitos

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A quinta-feira vai despontando aos poucos... Que a luz deste novo dia seja intensa também em nosso coração... A vida precisa de luminosidade, de serenidade e de muita fé... É muito bom estar vivendo neste momento da história! Que os céus enviem bênçãos à terra!

Mãos que doam amor nunca ficam vazias.”

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro  

Viver é um ato simplesmente extraordinário, que dispensa explicações. Ao longo dos séculos, muitos ensaios reflexivos, em relação à vida, foram feitos. Impossível pensar na colocação de um ponto final, pois a vida está em contínua evolução. Nos últimos tempos, a preocupação com a vida humana tem se acentuada, uma vez que a tecnologia sempre será apenas um meio, uma ferramenta ou um auxílio para aprimorar a existência. 

O amor continuará ocupando seu espaço nas entrelinhas das histórias, dos contos, dos versos e dos minuciosos relatos. Quanto mais sofisticadas as criações advindas da inteligência artificial, mais intenso deverá ser o processo de humanização. A máquina será sempre máquina e o ser humano poderá ser cada vez mais humano. um dos qualificativos humanos, talvez o mais essencial, é o amor. Quem sabe amar e permite ser amado tem um encontro marcado com a felicidade. 

A experiência do amor está intimamente ligada com o exercício da bondade. É próprio de quem ama não cansar de se doar. O verdadeiro amor não espera nada em troca, mas é próprio da essência do amor provocar no outro o desejo de retribuir. Não se engana quem afirma que as mãos que doam amor nunca ficam vazias. Pelo contrário, as mãos de quem ama estão sempre repletas de carinho e de realização. 

Ninguém deveria passar por este mundo e simplesmente permanecer com as mãos vazias. Viver é amar, é doar-se, é ter um propósito em relação à própria vida e a dos outros, tendo como ideal um bem maior. Quem se encontra com o amor, encontra-se com o sentido da vida. Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!      

 Leia também:
Casal de Canela cria vaquinha para lançar livro sobre mascote
Em parceria com o filho, patrono da Feira do Livro lança obra infantil nesta quarta, em Caxias
Espetáculo em Caxias homenageia musa de Freddie Mercury
Semana da Fotografia apresenta mais uma exposição

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros