Big band paulista Bixiga 70 se apresenta em Caxias do Sul neste sábado - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Música09/08/2019 | 15h07Atualizada em 09/08/2019 | 15h07

Big band paulista Bixiga 70 se apresenta em Caxias do Sul neste sábado

Grupo será atração da Mostra Tum Tum Instrumental. Apresentação será no Teatro Pedro Parenti, às 19h

Big band paulista Bixiga 70 se apresenta em Caxias do Sul neste sábado José de Holanda/Divulgação
Banda é formada por nove músicos em sua formação atual Foto: José de Holanda / Divulgação

A consagrada mistura rítmica da big band Bixiga 70 chega a Caxias do Sul neste sábado, como atração da Mostra Tum Tum Instrumental. O grupo promete fazer ferver o Teatro Pedro Parenti, com sua cozinha cheio de groove e swing, amparada por um competente naipe de metais – aquele molho indispensável para a pegada funk/soul agregada de latinidades do grupo paulista. Gratuita, a apresentação está marcada para as 19h.

O Bixiga traz ao Sul o show do sexto álbum, Quebra-Cabeça (Deck, 2018), que inspirou o lançamento do registro ao vivo Sessões Selo Sesc #5 Bixiga 70, disponível somente em edição digital. No repertório, toda a força de composições como Areia, Ilha Vizinha, Ladeira, Pedra de Raio, Primeiramente, Torre e 4 Cantos, sendo que em cada uma se eprcebe algumas das principais influências da banda, que vão do jazz de Moacir Santos ao afrobeat de Chico Science. 

Formada em 2010, a banda  teve ascensão meteórica, saindo de pequenas casas de show de São Paulo para os palcos de alguns dos principais festivais do mundo, como o Northsea Jazz Festival (Holanda), o Glastonbury (Inglaterra) e o  Jazz à Vienne (França), além de rodar por todo o Brasil. Será, contudo, a primeira vinda do grupo a Caxias do Sul.

– O Tum Tum tem entre seus objetivos contemplar ritmos que mostram ao público que a música instrumental vai além do jazz e do choro. Por isso, a cada ano tentamos trazer shows que agreguem outras vertentes à nossa programação. O Bixiga 70 é uma das principais bandas de afrobeat, trazendo ao Brasil esse ritmo e a influência do Fela Kuti (multi-instrumentista nigeriano, considerado o fundador do afrobeat) bem antes dele estar tão em voga quanto está hoje – destaca o diretor artístico da Mostra Tum Tum Instrumental, Beto Scopel.

O Bixiga 70 – cujo nome remete ao número do estúdio no bairro paulistano onde a banda foi formada – é formado por Cris Scabello (guitarra), Cuca Ferreira (sax barítono e flauta), Daniel Nogueira (sax tenor e flauta), Daniel Gralha (trompete), Décio 7 (bateria), Douglas Antunes (trombone), Marcelo Dworecki (baixo), Mauricio Fleury (teclados e guitarra) e Rômulo Nardes (percussão).

A sétima edição da Mostra Tum Tum Instrumental segue até março do ano que vem, com mais cinco datas. 

 Leia também:
Estudante de Caxias cria continuação para história de Anne Frank
Luta por tombamento do Muinho mobiliza comunidade cultural em Farroupilha 
Mostra Sesc Dança Urbana terá flashmob na praça Dante
Curta produzido em Bento, "Lola 27" joga luzes sobre questões LGBT  


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros