Circuito Dandô apresenta sucessos da viola caipira nesta terça, em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Música08/07/2019 | 16h26Atualizada em 08/07/2019 | 16h26

Circuito Dandô apresenta sucessos da viola caipira nesta terça, em Caxias do Sul

Músico paulista Osni Ribeiro faz show às 20h, no Instituto Cultural Taru

Circuito Dandô apresenta sucessos da viola caipira nesta terça, em Caxias do Sul Aline Grego/Divulgação
Foto: Aline Grego / Divulgação

“Deve haver uma viola que ponteie / numa cidade interior / o coração de um cantador / Deve haver uma paixão que não engane / a alma de um violeiro / e seja amor verdadeiro”.

É com os versos simples de quem sabe ouvir o canto dos pássaros que o músico paulista Osni Ribeiro desembarca em Caxias, nesta terça (9), para apresentação no Circuito Dandô. Na bagagem, a inconfundível sonoridade da viola caipira, transbordando sonhos, histórias de amor, memórias da infância e causos da vida no interior.

Leia mais:
Agenda: apresentação do Circuito Dandô é atração nesta terça, no Taru

Natural de Botucatu (SP), Ribeiro despertou para a música em 1981, cantando em parceria com José Lira. Cinco anos mais tarde, aventurando-se em carreira solo, passou a circular em festivais de MPB, gravou disco independente, participou de coletâneas e faturou prêmios. Sem abandonar, é claro, a influência da música caipira, nascida da mescla da viola portuguesa com a batida indígena.

— No meu trabalho, trago a estética da música caipira de maneira contemporânea, considerando a parte rítmica, melódica e poética, sempre mantendo as raízes da minha região, do interior — afirma o artista.

No repertório que será apresentado em Caxias, um apanhado do álbum Arredores — lançado em agosto de 2018 e disponível nas plataformas Spotify, Deezer, YouTube e Soundcloud — e trabalhos anteriores. Um espetáculo simples e intimista, ao melhor estilo do projeto que há seis anos promove a circulação da música de raiz em mais de 50 cidades brasileiras.

— O Dandô sempre foi um movimento de resistência. Enquanto o mercado musical quer massificação, nós estamos mais interessados na autenticação dos artistas locais. Estamos falando das coisas mais caras ao ser humano: nossas histórias, nossos lugares, nossas relações com as pessoas. O Dandô é muito mais do que música — avalia Cardo Peixoto, que coordena o projeto no Rio Grande do Sul.

Depois de Osni Ribeiro, o calendário de apresentações segue com a mineira Beatriz Farias, em setembro, trazendo a contagiante mistura de ritmos indígenas e afro-brasileiros. Encerrando a temporada, em novembro, a poesia musicada da dupla Vitor Mendes e Paulo Nunes.

As duas últimas apresentações, contudo, ainda não têm local definido. Com as mudanças de rumo no Instituto Cultural Taru, que passa a concentrar suas atividades na Kombi itinerante, os shows do Circuito Dandô terão novo endereço, ainda indefinido.

PROGRAME-SE
:: O quê:
show com Osni Ribeiro no Circuito Dandô 2019.
:: Quando: nesta terça-feira (9), às 20h.
:: Onde: Instituto Cultural Taru (Rua La Salle, 933).
:: Quanto: contribuição espontânea de R$ 20.

Leia também:
MV Bill e Kmila CDD se apresentam em Caxias
Influenciadora digital ministra workshop de maquiagem em Caxias na próxima quinta-feira
Na Cozinha: confira uma receita de sopa de feijão branco

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros