Pedro Guerra: por favor, pare de acreditar - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião21/06/2019 | 16h35Atualizada em 21/06/2019 | 16h35

Pedro Guerra: por favor, pare de acreditar

Não há receita para nada. E se houver, ela certamente não estará disponível gratuitamente na internet

Pedro Guerra: por favor, pare de acreditar Antonio Giacomin/
Foto: Antonio Giacomin

Tem uma frase que eu gosto muito que diz: “Stop making stupid people famous”. No português literal, “Pare de fazer pessoas estúpidas famosas”. A primeira vez que a vi, ela estava grafitada em um tapume de uma obra no meu antigo bairro. Ali não era o centro da cidade, a visibilidade não era tanta, mas alguém se sentiu na urgência de deixar escancarado que muitas vezes estamos ampliando os espaços das pessoas erradas.

Lembro de quando eu tinha uns 12 anos e os meus pais compraram um AbToner. Foi uma compra feita pelo telefone em um daqueles canais de venda que passavam o dia prometendo que aquele aparelho revolucionaria o abdômen de todas as pessoas do planeta. E então lá estávamos nós aplicando um gel na barriga e deixando o aparelho fazer todo o esforço, como se as mudanças pessoais não dependessem exclusivamente de nós.

Leia mais
Pedro Guerra: perdas necessárias
Pedro Guerra: danos permanentes

Balela.

Nunca funcionou e o aparelho ficou lá encalhado até que foi parar no lixo. Hoje em dia, se traço um paralelo rápido, encontro diversos profetas do mesmo tipo, e todos eles povoam as misteriosas e obscuras esquinas da internet. Eu já encontrei coach de relacionamento dizendo que devemos jogar com o outro se desejamos ser conquistados. O resultado era parecido com aqueles cartazes de poste de rua: trago a pessoa amada em 3 dias, sabe?

Dias atrás eu tive que escutar uma amiga empolgadíssima com o seu primeiro milhão na conta. Não, ela não tem nem 2% disso guardado, mas ela está certa de que vai conseguir acumular tudo em um par de anos porque comprou o livro de um cara que diz que é possível. E quer saber de uma coisa? É possível mesmo. Mas não desse jeito.

Sou daqueles que acha que podemos tudo. O abdômen definido é possível, tanto quanto um relacionamento saudável e uma boa conta bancária. A diferença, entre o que eu acredito e o que eu vejo certas pessoas alardearem por aí, está na motivação, no esforço e no caminho percorrido. Ninguém fica rico porque lê um livro (fosse assim, minha mãe estaria milionária). Já a barriga trincada exige dedicação diária, assim como um relacionamento maduro.

Não há receita para nada. E se houver, ela certamente não estará disponível gratuitamente na internet, divulgada por um ex-comediante-que-virou-advogado-que-fez-um-curso-online-gratuito-de-um-coach-ex-mágico-atual-conselheiro-profissional.

Existem diversas pessoas estúpidas por aí. Todas elas prometem o que nem mesmo as ciências comprovaram. São fórmulas lançadas de maneira irresponsável sem muita preocupação, uma vez que existe um público espectador sedento pelo segredo do sucesso - seja ele qual for.

Enfim, termino esta crônica me contradizendo. Há sim uma fórmula, mas não para nós. É a fórmula delas, as pessoas estúpidas. Repare: baixe o meu livro gratuito com 100 conselhos para ser feliz, você só precisa deixar o seu e-mail, que assim eu tenho como te perseguir até a morte, oferecendo o meu curso com primeiro módulo 100% gratuito, repleto de frases motivacionais que vão te fazer comprar o restante do curso, parcelado em 10 vezes sem juros no cartão, é claro. E pronto! Fácil assim.

Ah, a felicidade...

Leia também
Poeta português Gonçalo Ferraz lança seu livro de estreia neste sábado, em Caxias do Sul
Café, sanduíche e dois dedos de prosa: grupo que atende moradores de rua em Caxias prioriza afeto e empatia
Livro resgata formação dos bairros Jardelino Ramos e São Vicente, em Caxias do Sul
Veja a agenda cultural para este final de semana

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros