João de Almeida Neto revive clássicos de Nelson Gonçalves neste sábado, em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Boemia28/06/2019 | 13h00Atualizada em 28/06/2019 | 13h00

João de Almeida Neto revive clássicos de Nelson Gonçalves neste sábado, em Caxias

Artista sobe ao palco do UCS Teatro às 20h

João de Almeida Neto revive clássicos de Nelson Gonçalves neste sábado, em Caxias Isadora Neumann/Agencia RBS
Foto: Isadora Neumann / Agencia RBS

— Não lembro bem o ano, mas foi na década de 1980. Ele veio fazer um show em Porto Alegre e o Glênio Reis, da Rádio Gaúcha, me levou nos estúdios para conhecer o Nelson. Conversa vai, conversa vem, ele dispara: "esse menino tem uma voz maravilhosa, poderia cantar uma música comigo à noite". E cantamos Sertaneja.

Leia mais:
João de Almeida Neto celebra centenário de Nelson Gonçalves em Caxias

O relato acima é do músico João de Almeida Neto. Já o Nelson em questão é ninguém menos que o eterno boêmio Nelson Gonçalves, cujo vozeirão de barítono chorou mágoas de amores perdidos em mesas de bar e nas roletas de cassinos — símbolo de um tempo que já começa a se perder na memória.

Entre sambas-canção, tangos e boleros, o Rei do Rádio deixou mais de 180 discos gravados e vendeu mais de 82 milhões de cópias, legado que é revisitado em Boêmios, espetáculo estrelado por Almeida Neto e que chega a Caxias do Sul neste sábado (29), oito dias após o centenário de nascimento de Nelson Gonçalves. No repertório, sucessos como A Volta do Boêmio, Naquela Mesa, Nem às Paredes Confesso e Hoje quem paga sou eu

— A minha atuação como cantor tem forte influência do Nelson, mas não sou um imitador. Procuro dar o meu conteúdo interpretativo às canções, com diferenças na pronúncia das palavras e na acentuação de algumas frases melódicas. Até porque tentar repetir o que Nelson fazia com a voz é o mesmo que um jogador de futebol tentar refazer as jogadas do Pelé. É impossível — compara Almeida Neto, sem esconder a admiração pelo intérprete de Normalista.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 24/06/2019: João de Almeida Neto canta Nelson GonçalvesIndexador: ISADORA NEUMANN
Nos anos 1980, João de Almeida Neto chegou a dividir o palco com o Rei do RádioFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

As semelhanças, no entanto, vão além da voz grave e do apreço pelos dramas do coração. Ambos são gaúchos da Campanha — Nelson nasceu em Santana do Livramento, João em Uruguaiana — e compartilham verdadeira paixão pela vida noturna.

— Na minha adolescência peguei a época das serenatas, em que saíamos caminhando pela cidade com o violão no ombro. Já adulto, continuei um cara noturno. Gosto de tomar minha cerveja, curtir os amigos e tocar violão. Sou um boêmio no bom sentido, aquele que não esquece as obrigações, mas sabe aproveitar os momentos de lazer.

No palco, João de Almeida Neto terá a companhia do grupo de choro Regional Imperial, formado por João Camarero e Júnior Pita (violões), Rafael Toledo (percussão) e Lucas Arantes (cavaquinho), além de Rodrigo Maia (contrabaixo) e Samuca (acordeon). Ingredientes a postos para transformar o UCS Teatro em palco de nostalgia, ao sabor amargo dos amores que não voltam.

PROGRAME-SE
:: O quê:
Boêmios - João de Almeida Neto canta Nelson Gonçalves.
:: Quando: neste sábado (29), às 20h (duração: 90 minutos).
:: Onde: UCS Teatro (Rua Francisco Getúlio Vargas, 1130).
:: Ingressos: de R$ 60 a R$ 90, à venda nas lojas Multisom (Iguatemi e São Pelegrino), no site blueticket.com (até 15h de sábado) e na bilheteria do teatro (a partir das 18h de sábado).

Leia também:
Caxias recebe espetáculo em homenagem a Belchior
Marina Klink trouxe para Caxias do Sul o inverno da Antártica
Exposição revela as metáforas da arte que cura

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros