Frei Jaime: a vida passa e ficam as sementes - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião17/05/2019 | 05h06Atualizada em 17/05/2019 | 09h33

Frei Jaime: a vida passa e ficam as sementes

Sim, a vida passa e fica a sensação de ter vivido pouco, pois o desejo é que se volte para o infinito

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A sexta-feira, que parecia distante, chegou em alta velocidade, correndo o risco de ser multada... os dias simplesmente vão sendo somados... Mas é bonito sentir o pulsar da esperança, as batidas aceleradas do coração, em alguns momentos... Estar vivo é formidável, é maravilhoso... Vamos que vamos, pois nem o cansaço nos segura...

"A vida passa e ficam as sementes."

A vida é feita de muitos momentos. Nenhum segundo é igual ao outro, pois tudo está em movimento. Alguns vão além dos deslocamentos, movimentam-se por outras buscas. Muitos são obrigados a aumentar a velocidade, fazendo da pressa um jeito praticamente normal de viver.

Leia mais
Quer ler mais textos do Frei Jaime?
Clique para conferir textos dos colunistas do Pioneiro 

A normalidade dos dias, no entanto, necessita de pausas para ordenar os pensamentos, selecionar os sentimentos e até adequar o vocabulário. A certeza de que a vida passa não deve causar melancolia, mas alegria. A cada novo dia, novas experiências, afinadas tratativas com a maturidade, para acolher dignamente a felicidade, que chega para todos, sem fazer muito barulho. Sim, a vida passa e fica a sensação de ter vivido pouco, pois o desejo é que se volte para o infinito.

Quando a quantidade cede espaço para a intensidade, o anoitecer se distancia do amanhecer e os dias passam a ser longos, pois já não dependem da claridade e nem da escuridão. A vida que cada um carrega dentro si, pode ter a estação que convier. Em determinadas temporadas, tem muita gente estacionada no inverno, apesar da agradável temperatura exterior. Ainda bem que tem pessoas que desconhecem tempo feio, estão sempre radiantes, apesar dos contratempos e dos sofrimentos. As pessoas que escolhem não apenas somar primaveras, mas ser primavera, criam ambientes favoráveis, descobrem o lado bom de cada fato, pois não esquecem de olhar para o alto.

Assim como as flores murcham e a esperança se faz semente, da mesma forma a existência vai provando diferentes estágios, sempre aprendendo a adequar-se com os momentos. A vontade de viver aumenta, quando o coração encontra um jeito de acolher o amanhecer final, onde a luminosidade desconhecerá a existência do entardecer. Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
Confira quem está na coluna social de João Pulita
Pão quentinho e sopa de agnoline: saiba o que encontrar na 8ª Festa in Vêneto de Cotiporã
10º Polentaço ocorre nos dias 18 e 19 em Monte Belo do Sul; confira programação 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros