Em Bento, secretária estadual da Cultura anuncia lançamento de  prêmio no valor de R$ 200 mil - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Congresso de Cultura17/05/2019 | 09h46Atualizada em 17/05/2019 | 09h53

Em Bento, secretária estadual da Cultura anuncia lançamento de  prêmio no valor de R$ 200 mil

Iniciativa pretende valorizar artistas que não têm sido beneficiados, pois isso, o edital deve receber até projetos inscritos de forma oral

Em Bento, secretária estadual da Cultura anuncia lançamento de  prêmio no valor de R$ 200 mil José Estefanon / Divulgação/Divulgação
Foto: José Estefanon / Divulgação / Divulgação

Dizer que o Rio Grande do Sul está em uma péssima situação financeira não é nenhuma novidade. Esse tem sido o discurso oficial, inclusive no Congresso Estadual de Cultura, que ocorre em Bento Gonçalves até esta sexta-feira (17).

No entanto, mesmo sem poder contar com mais aporte orçamentário, a Secretaria Estadual da Cultura (Sedac) vai buscar na iniciativa privada a viabilidade para ampliar o fomento do setor. Esse é o discurso da secretária estadual, Beatriz Araujo, que anunciou durante o congresso a abertura do Premio Movimento.

— Vamos abrir em breve o edital, no valor de R$ 200 mil, e os artistas poderão até inscrever o projeto de forma oral, porque queremos atingir pessoas que têm baixa escolaridade — revela Beatriz.

Leia mais
Empresa de Caxias diz que pode investir R$ 1 milhão na cultura desde que lei estadual seja alterada
"Cultura é um grande negócio para o investidor", diz Werner Schünemann em Bento Gonçalves
Prefeitura de Bento Gonçalves assina repasse de R$ 765 mil para financiar projetos culturais

A iniciativa contemplará inclusive inscrições realizadas de forma oral, a fim de ampliar a rede de possíveis contemplados.

Além disso, a Sedac está em fase de preparação de um outro edital que vai de encontro ao entendimento do governador do Estado, Eduardo Leite (PSDB), que enxerga a cultura como parte da cadeira produtiva da economia criativa.

— Vamos abrir ainda neste mês um edital em forma de incubadora para 20 empresas, em que imaginamos capacitar cerca de 500 pessoas — revela a secretária.

Essas ações não resolverão os dilemas do setor e esse é o consenso dos que participam do Congresso Estadual de Cultura. No entanto, é uma demonstração de que esse governo está aberto ao diálogo e disposto a propor alternativas para suprir demandas históricas. Até porque Beatriz assumiu recentemente a Sedac, tendo tomado posse apenas no dia 2 de janeiro.

Leia também
Peça cearense abre temporada do Palco Giratório em Caxias
Chiquinho Divilas leva metodologia do Hip Hop nas Escolas até o Rio de Janeiro 
Show homenageará rock dos anos 1970 em Caxias
Saiba por que a empresa Plantiê, da Serra, é a mais sustentável do Brasil

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros