Frei Jaime: segredos de alma  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião 18/04/2019 | 05h43Atualizada em 18/04/2019 | 05h43

Frei Jaime: segredos de alma 

A vida se expande através da comunicação e se sustenta na interiorização, onde o silêncio se faz recolhimento

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A 5ª Feira Santa amanhece para todos nós... É um dia único, uma solenidade cristã repleta de significado... Jesus lava os pés dos discípulos e institui a Eucaristia... Grande é quem serve... Jesus lavou os pés dos apóstolos para ensinar que devemos nos cuidar mutuamente... Feliz 5ª feira!

 “Em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos.” (Antonie de Sant-Exupéry).

 A vida se expande através da comunicação e se sustenta na interiorização, onde o silêncio se faz recolhimento. A denominação pode variar de uma cultura para outra, mas todos necessitam cultivar um espaço reservado, onde seja possível dialogar consigo mesmo, escutar atentamente as diferentes vozes, que tentam se manifestar ao mesmo tempo.

 A privacidade nunca será uma barreira, mas uma proteção do sagrado, que habita as profundezas do ser. Não são poucos os que perdem o encantamento e quase desistem de viver. Contemplar a própria paisagem interior é harmonizar os diferentes cenários, que se movimentam entre as sombras e a luminosidade. Todos têm segredos, em forma de detalhes, que não são mistérios, mas particularidades que não necessitam serem exteriorizadas. Não ser inquilino da própria interioridade é sentir-se à vontade com o universo que está dentro de si. 

Percorrer os vales do silêncio da alma faz um bem enorme. É urgente tomar conta e ajeitar a ‘casa’ que cada um carrega consigo. Não são poucos os que têm verdadeiros paraísos secretos, onde a paz circula abundantemente e o amor não brinca de se esconder. O barulho exterior dificilmente cessa. É urgente ser criativo e recolher-se para realimentar de significado a própria existência. 

Assim como é festivo voltar para casa, depois de uns dias de ausência, é muito importante aconchegar-se nas profundezas do ser e agradecer por estar vivo. Dar-se um abraço é uma forma mágica de celebrar a existência e incrementar a essência. Viver é magnífico. Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

 Leia também:
Prêmio Vivita Cartier, de Caxias do Sul, tem 18 obras concorrentes
Agenda: projeto Matinê às 15h exibe a comédia "Armações do Amor", na quinta          

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros