Frei Jaime: para além dos instantes  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião 20/04/2019 | 04h54Atualizada em 20/04/2019 | 04h54

 Frei Jaime: para além dos instantes 

É interessante perceber que a vida é feita de diferentes momentos e de diversos ciclos

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! O amanhecer é sempre inspirador... Sábado Santo: todos à espera da Ressurreição! A vida sempre será mais forte do que a morte... Viver como ressuscitados é uma escolha magnífica... Em todos os dias é necessário fazer ressuscitar a esperança, a paz, o amor, a alegria... A ressurreição é o melhor jeito de espantar a rotina e a acomodação... Feliz Páscoa!

O instante não basta ao que pretende a eternidade.” (Pe. Fábio de Melo). 

É interessante perceber que a vida é feita de diferentes momentos e de diversos ciclos. Mesmo que os anos sejam somados, ninguém precisa envelhecer, enquanto existência. O corpo segue o que é próprio da natureza, mas a alma tem a incrível capacidade da jovialidade. O dinamismo da renovação está ao alcance de todos, a partir do cultivo da interioridade. Mesmo que o processo seja demorado, é possível aprender o valor dos instantes e a importância da eternidade. 

Dedicar tempo para o cultivo espiritual é uma escolha sempre mais frequente. Em todos os recantos do mundo há inquietos caminheiros, tentando descobrir os segredos da plenitude. Por um longo período, as buscas mais acentuadas eram restritas ao material. Acumular, sem conhecer um limite, era o auge, a excelência, a vitória. Quantas noites sem dormir, achando não ter o suficiente para dar conta da subsistência. 

Por outro lado, muitos vivem no limite, nem sempre dispondo do necessário. Viver com maior leveza não deixa de ser uma tendência significativa. Ter menos coisas abre espaço para ser mais próximo, sobrando mais tempo para amar. A certeza de que a última viagem dispensa toda e qualquer bagagem, pode favorecer um novo entendimento da vida e uma relação mais eficaz com as coisas materiais. 

A eternidade não é algo distante ou restrito para o depois desta vida. Se o hoje é o único tempo para ser feliz, é urgente descobrir a melhor postura, a lógica mais adequada dos pensamentos, o necessário controle da tentação de acumular o supérfluo. 

Ser eterno não é uma utopia, mas a melhor das possibilidades de equilibrar os passos, adequar o compasso e harmonizar os sentimentos. Todos podem rumar à eternidade e desfrutar, ao longo do caminho, da incrível sensação de felicidade. Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!             

 Leia também:
Prêmio Vivita Cartier, de Caxias do Sul, tem 18 obras concorrentes
Agenda: projeto Matinê às 15h exibe a comédia "Armações do Amor", na quinta          

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros