Battle in the Cypher celebra universo do hip hop em Bento Gonçalves até este domingo - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Programação15/04/2019 | 17h43Atualizada em 15/04/2019 | 17h43

Battle in the Cypher celebra universo do hip hop em Bento Gonçalves até este domingo

Iniciativa está na 10ª edição

Battle in the Cypher celebra universo do hip hop em Bento Gonçalves até este domingo Bruna Ferreira/Divulgação
batalhas de dança estão entre as principais atrações da programação Foto: Bruna Ferreira / Divulgação

A primeira edição da Battle in the Cypher, realizada há uma década, surgiu amparada numa intenção muito clara: celebrar o universo do hip hop em Bento Gonçalves. Nesta semana, a iniciativa chega a décima edição com formato não mais embrionário, mas firmando uma nobre conquista de espaço. O festival já se consolidou como uma das mais importantes atrações no calendário anual de eventos culturais da cidade e é destino para amantes da cultura hip hop de vários lugares do Brasil e da América Latina. Conquistas que também ajudaram a moldar uma visão positiva sobre o hip hop mesmo entre as pessoas que não possuem proximidade com ele. 

Leia mais:
Rapper paulista Marcello Gugu é atração em Bento Gonçalves

– Há 10 anos, existia hip hop na cidade, existia um potencial. Hoje, vejo que o estilo é melhor visto pelos moradores, é mais reconhecido pelo município. O festival foi um facilitador no acesso das pessoas ao estilo, além de ter colocado Bento no mapa do hip hop no Brasil – revela Pedro Festa que, junto com o colega William Sarate Ballestrin e integrantes do coletivo Nest Panos, organiza o Battle.

A dança é o carro-chefe do festival desde a origem, e foram muitas conquistas também nessa área. Entre elas, a realização de batalhas na programação do Bento em Dança e a realização de pré-edições qualificatórias em lugares como Mato Grosso do Sul, Bahia, São Paulo, Minas Gerais, Uruguai, Argentina e Paraguai. Com o tempo, os demais elementos do hip hop (grafite, MC e DJ) também foram conquistando mais espaço na programação. Hoje, poder balancear cada um desses elementos em diferentes ações se tornou um diferencial do Battle in the Cypher.

– É um festival que referencia o hip hop como um topo, as pessoas vêm para cá justamente por causa desse formato, que coloca em harmonia o protagonismo de todos os elementos – diz Pedrinho, como é conhecido. 

A programação do festival teve início ontem e segue até domingo, com atividades em sua maioria gratuitas. Uma das novidades desse ano será a primeira edição da batalha Do Livro ao Rap, contemplada no Fundo Municipal de Cultura de Bento e que deve gerar diversos encontros até o fim do ano. A ideia se empodera do caráter educativo do rap. Funciona assim: os participantes terão que rimar a partir de trechos retirados dos livros Quarto de Despejo (Carolina de Jesus), Pai Contra Mãe (conto de Machado de Assis) e Thaíde: 30 anos Mandando a Letra (do rapper Thaíde). As obras foram distribuídas em bibliotecas da cidade. 

– Ao invés de um participante atacar o outro, como é mais comum, eles vão rimar sobre conhecimento – explica o organizador sobre a batalha que vai rolar neste sábado, às 18h30min, na Dom Quixote Livraria e Cafeteria.

Um dos jurados dessa batalha é o MC Marcello Gugu, uma das principais atrações da programação. O paulista também ministra bate-papo nesta quinta, às 16h, no Sesc de Bento. Conhecido por ter idealizado a tradicional Batalha do Santa Cruz (que revelou Emicida), o rapper vai falar sobre o  Infinity Class, projeto no qual defende uma redefinição da história sob a ótica do hip hop. Totalmente em sintonia com o tema desta edição comemorativa do Battle: acreditando na batalha.

– Elegemos essa frase que faz referência a uma música do Da Guedes porque acreditamos na batalha de manter o hip hop vivo, de manter a chama acesa, pensando sempre naquela pessoa que viaja de ônibus do norte do país até Bento para consumir cultura hip hop – justifica Pedrinho.

Battle in the Cypher em Bento
Foto: Bruna Ferreira / Divulgação

Veja a programação do festival:
:: Dia 16: Sessão de cinema com debate, no Sesc, às 19h.
:: Dia 17: Mostra aberta de Rap, Dança e Batalhas Shows, na Praça Vico Barbieri, às 17h.
:: Dia 18: Palestra Infinity com Marcello Gugu, no Sesc, às 16h; e Vernissage Expo Banks de Jaquetas Customizadas, na Fundação Casa Das Artes, às  19h.
:: Dia 19: Workshops na Fundação Casa Das Artes, às 14h; e Festa Hasta La Cypher, no DJ Music Bar, às 23h.
:: Dia 20: Workshops na Fundação Casa Das Artes, às 14h; batalha Do Livro ao Rap, na Dom Quixote Livraria, às 16h; e happy hour com batalha de Footwork, às 19h.
:: Dia 21: Finais das batalhas na Fundação Casa Das Artes,  às 14h. 

Leia também:
VÍDEO: Confira clipe da viagem da banda Catavento até o Lollapalooza
Agenda: nova edição de Vinyl Session ocorre na terça, no Mississippi
Coleção da grife de joias Fabiane Montemezzo homenageia a transformação das borboletas
Participe do concurso cultural do Pioneiro que vai premiar duas mães com um dia de rainha

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros