Projeto "Voos da Alma" lança documentário sobre intervenções artísticas em escolas de Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Iniciativa06/03/2019 | 10h00Atualizada em 06/03/2019 | 10h00

Projeto "Voos da Alma" lança documentário sobre intervenções artísticas em escolas de Caxias

Grupo levou às escolas atividades de teatro, música, literatura e artes plásticas; lançamento será no Taru, no sábado

Projeto "Voos da Alma" lança documentário sobre intervenções artísticas em escolas de Caxias Juliano Menegatto/Divulgação
O projeto levou a sete escolas de Caxias do Sul atividades relacionadas à música, ao teatro, à literatura e às artes plásticas Foto: Juliano Menegatto / Divulgação

Há quase quatro anos o projeto Voos da Alma busca aproximar o público da arte e dos artistas enquanto promove a cultura. A iniciativa, capitaneada pelos ilustradores Giovana Mazzochi e Douglas Trancoso em parceria com os atores Aline Tanaã e Gabriel Zeni, já foi tema de exposição, livro e mais recentemente de ação itinerante, que levou a sete escolas municipais rurais e urbanas de Caxias do Sul atividades relacionadas ao teatro, à música, à literatura e às artes plásticas. Para coroar o ciclo de visitas às escolas, o Voos da Alma lança no sábado, no Instituto Cultural Taru, um documentário sobre as intervenções artísticas itinerantes.

— Essa produção reúne as experiências que nos tivemos nas escolas. Mostra um pouco do nosso contato com as crianças e a forma como elas interagem com as intervenções artísticas — comenta Giovana.

Segundo os organizadores do projeto, viabilizado por meio do Financiarte, desde o início das visitas no ano passado até o momento mais de 4 mil pessoas foram contempladas com as apresentações da trupe. A última ação ocorre na próxima terça, quando os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre João Schiavo, do distrito de Fazenda Souza, receberão os artistas. Entre os diversos momentos vividos ao longo das intervenções, a ilustradora relata emocionada: 

— Levar o Voos da Alma até as escolas rurais foi algo encantador. Algumas (escolas) eram grandes e outras tinham poucos alunos. Em ambos os casos, foi como se eles estivessem em um jardim, em um parque. Depois de curtirem o teatro, os estudantes ficavam por ali lendo os livros na grama. Foi um momento muito legal, eles traziam as suas produções para a gente e se sentiam confortáveis para conversar. Eles tinham essa identificação natural com a Naná (personagem apresentada no livro Voos da Alma), que está vivendo os mesmo conflitos emocionais que eles, toda essa questão da chegada da adolescência, do poder brincar ou não.

O documentário Voos da Alma da Itinerante foi produzido por Samuca Bovo (direção e roteiro), Diego Bordignon (direção e imagens) e Arthur Bovo (imagens, montagem e som). Após a exibição do vídeo, está previsto um bate-papo com os idealizadores do projeto.

Leia também
"O Senhor dos Anéis in Concert" será atração na Capital
Agenda: Valdir Verona ministra oficina musical, no Sesc Caxias
Netflix: conheça os 14 seriados que estreiam neste mês

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros