"Mulheres em Cena" busca histórias de personagens femininas em Canela - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Da vida ao palco10/02/2019 | 16h11Atualizada em 10/02/2019 | 16h32

"Mulheres em Cena" busca histórias de personagens femininas em Canela

Durante o mês de fevereiro projeto coleta relatos que culminarão em uma homenagem cênica, em programação alusiva ao Mês da Mulher

"Mulheres em Cena" busca histórias de personagens femininas em Canela Sergio Azevedo/Divulgação
Monólogos encenados por atrizes canelenses também integram a programação, que ocorre de 8 a 16 de março Foto: Sergio Azevedo / Divulgação

O Mês da Mulher - março - terá programação especial em Canela. Uma iniciativa do Estúdio dos Bonecos, em parceria com o Estúdio de Pesquisa Teatral Cia Lisi Berti, pretende colocar em cena histórias de mulheres que, de alguma forma, façam ou tenham feito a diferença no espaço onde vivem. Personalidades conhecidas e anônimas, protagonizam os relatos que estão sendo coletados pela organização até o final deste mês, inclusive por meio de uma ação que percorrerá os bairros da cidade em busca de boas histórias. O resultado poderá ser conferido na programação do Mulheres em Cena, que tem como tema Canela, Mulheres e Histórias, e ocorre de 8 a 16 de março. A agenda contará com monólogos sobre mulheres, encenados por atrizes da cidade, encerrando com uma encenação montada a partir das histórias selecionadas e com uma homenagem às canelenses.

— Estamos em contato com mulheres importantes da história da cidade, mas queremos chegar também naquelas que não são publicamente conhecidas — explica Lisiane Berti, que integra a equipe que está recebendo uma série de indicações com ajuda da comunidade.

Lisiane também é uma das idealizadoras da programação teatral no mês da Mulher, que iniciou no ano passado, timidamente, com peças apresentadas ao longo de um final de semana. Em 2019, a agenda ganhou um gás com peças feitas por mulheres, com histórias sobre mulheres. O projeto de captar relatos locais também aparece como novidade nesta edição e, de acordo com Lisiane, vem contando com a aprovação e total apoio da comunidade, indo além de uma simples homenagem.

— As pessoas estão participando, nos indicando mulheres, estamos mexendo com a história da cidade e, a cada entrevista, temos uma aula de vida — conclui.

Além de Lisiane, também integram o projeto: Rita Reis, André Guedes, Míriam Torres e Edel Ramos. Nas divulgações realizadas em Canela, o grupo convida a comunidade a indicar mulheres que tenham algum trabalho interessante, que façam a diferença em alguma escola, na vizinhança, no bairro, que esteja à frente de seu tempo ou que tenha marcado, de alguma forma, a vida de outras pessoas e mereçam ter sua história compartilhada. As sugestões podem ser enviadas para o e-mail mulheresemcena5@gmail.com.

Programação

Local: Estúdio dos Bonecos
:: 8 de março, 20h30min - Abertura Oficial do evento com debate sobre o Dia Internacional da Mulher
:: 9 de março, 20h30min - "Yerma", com Rita Reis
:: 10 de março, 19h30min - "Cartas de Além Mar", com Lisiane Berti
:: 11 de março, 20h30min - "Cigana Yolanda Show", com Míriam Torres
:: 12 de março, 20h30min - "Eu Sou Marilyn Monroe", com André Guedes (teatro de bonecos)
:: 13 de março, 20h30min - "Olga", com Edel Ramos
:: 14 de março, 20h30min - "Medeia", com Miriam Torres
:: 15 de março, 20h30min - "Canela, Mulheres e Histórias", inspirada nas cartas das mulheres de Canela

Local: Feirinha Orgânica
:: 16 de março, 10h - Café Cultural e homenagens às mulheres de Canela

Leia também
Campanha quer unir comunidade na preservação da Estação Férrea, em Caxias
Como, há 35 anos, a música "Morocha" se tornou uma das maiores polêmicas do tradicionalismo

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros