Exposição resgata história da Cantina Antunes, em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Memória07/02/2019 | 16h24Atualizada em 07/02/2019 | 19h20

Exposição resgata história da Cantina Antunes, em Caxias do Sul

Mostra apresenta relíquias da empresa que teve seu apogeu entre os anos 1930 e 1950, e cuja sede deu lugar ao Centro de Cultura Ordovás

Exposição resgata história da Cantina Antunes, em Caxias do Sul Lucas Amorelli/Agencia RBS
Parte da memorabilia do memorial da Cantina Antunes Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

A história da Cantina Antunes e a transformação da sua sede no atual Centro de Cultura Ordovás, em Caxias do Sul, ganha o olhar detalhista do jornalista especializado em resgate e preservação de memória Rodrigo Lopes, que assina a curadoria da exposição Antunes e Ordovás: da cantina ao Centro de Cultura. Com vasto memorial fotográfico, memorabilia e depoimentos de antigos funcionários, a mostra abre sexta-feira à noite e segue até 3 de março na Galeria de Arte do Centro de Cultura Ordovás. 

Leia mais
Valorizar a história da Vinícola Luiz Antunes é prioridade do Centro de Cultura Ordovás, em Caxias do Sul, para 2019

A exposição é também um convite para que outras pessoas possam ajudar a enriquecer o acervo com suas próprias relíquias, uma vez que o patrimônio seguirá como memorial permanente na entrada do prédio (porém em local de maior destaque que o atual). Alguns objetos que poderão ser conferidos pela primeira vez chamam a atenção pela curiosidade, como um livreto publicitário editado nos anos 1940, com receitas de coquetéis a partir de bebidas Imperial, uma das principais marcas da vinícola.  

— Temos a noção de que o que temos aqui é 0,001% de tudo o que está espalhado em sótãos e porões nas casas de pessoas que presenciaram ou cujos antepassados fizeram parte dessa história. Durante o trabalho de curadoria já recebemos algumas coisas, mas acredito que a visibilidade da exposição pode ajudar a reunir um material bem maior — comenta o jornalista. 

CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 07/02/2019Exposição ¿Antunes Ordovás: da Cantina ao Centro de Cultura¿, no Centro de Cultura Ordovás. (Lucas Amorelli/Agência RBS)
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Ao passear pela exposição, o visitante poderá conferir desde ferramentas de trabalho até garrafas e rótulos dos vinhos, vermutes, conhaques, licores e vinagres produzidos na vinícola. Nas paredes, dezenas de fotografias retratam o cotidiano da fábrica, a tanoaria, a religiosidade, a vindima, o transporte dos barris para a estação férrea. A cronologia também registra o período de decadência e abandono do prédio após o fechamento da empresa, nos anos 1980, e sua retomada até a inauguração do Centro de Cultura Ordovás, em 2001. 

— O Centro de Cultura é o resultado do suor e do esforço de pessoas que começaram a trabalhar pela preservação dessa história desde os anos 1980, muitas vezes lidando com opiniões contrárias e negativas — analisa Rodrigo Lopes. 

Para a abertura e também para visitas guiadas ao longo do período da mostra, foi preparada uma compilação de depoimentos de ex-funcionários colhidos para o Banco de Memória Oral do Arquivo Histórico João Spadari Adami, que serão reproduzidos durante a visitação. Ainda sem datas definidas, a exposição também terá uma roda de bate-papo sobre a Cantina Antunes e uma sessão de exibição em slideshow de fotografias descobertas recentemente da vinícola em seu estágio final de funcionamento.

Programe-se
O quê
: Abertura da exposição Antunes e Ordovás: da cantina ao Centro de Cultura
Quando: Sexta-feira (8), a partir das 19h (a mostra segue até o dia 3 de março)
Onde: Galeria de Arte do Centro de Cultura Ordovás, em Caxias do Sul
Quanto: entrada gratuita

 Leia também
Campanha arrecada material escolar para crianças pobres de Caxias do Sul 
Além do telhado, novo projeto inclui substituição do piso de parte do Museu Municipal de Caxias do Sul
Barragens de Caxias do Sul vão ganhar plano de segurança em 2019 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros