Caxienses participam do Red Bull Ladeira Abaixo em abril - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Corrida maluca26/02/2019 | 10h22Atualizada em 26/02/2019 | 10h22

Caxienses participam do Red Bull Ladeira Abaixo em abril

Equipe é a única gaúcha entre os 70 competidores classificados para a edição que ocorre em São Paulo

Caxienses participam do Red Bull Ladeira Abaixo em abril Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Criatividade, bom humor e coragem serão os combustíveis para a equipe caxiense que vai participar do Red Bull Ladeira Abaixo, em São Paulo, no dia 14 de abril. O quarteto formado por Diogo Severo, Douglas Freitas, Josué Pires e Maicon Venz será o único representante do Rio Grande do Sul no divertido campeonato, que já completa dez anos, com edições em diferentes países. A edição brasileira deste ano contou com mais de 500 inscritos e classificou 70 equipes - entre elas a de Caxias do Sul - para a disputa, que leva em conta critérios como criatividade, espetacularidade e velocidade.

Participam da corrida apenas carros sem motor, confeccionados pelos próprios competidores, com temas inspirados em desenhos animados clássicos, pontos turísticos de São Paulo, filmes com milhões de fãs, comidas e até memes da internet. Como premiação, o evento dará ao primeiro colocado uma visita com tudo pago à fábrica da Red Bull Racing, na Inglaterra; ao segundo, ingressos para assistir ao GP Brasil de Fórmula 1, em Interlagos, em novembro; e, ao terceiro lugar, uma camiseta oficial da Red Bull Racing. O grupo local inicia nesta semana a montagem do carro que homenageará os 25 anos do filme Debi & Lóide.

Caxienses serão os únicos gaúchos no Red Bull Ladeira Abaixo, que ocorre em São Paulo, no mês de abril.
Projeto foi enviado para a comissão julgadora do Red Bull Ladeira Abaixo e foi classificado para a corrida em São PauloFoto: Arte de Diogo Severo / Divulgação

— Foi um filme que marcou uma geração — afirma Venz, que no dia da corrida vai estar a bordo do carro em formato de cachorro, juntamente com Severo.

Esta será a sexta edição do Red Bull Ladeira Abaixo no Brasil e, pela primeira vez, o evento ocorre na capital paulista. A atração já passou por Porto Alegre (RS), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Goiânia (GO) e pela cidade catarinense de Balneário Camboriú, onde uma equipe local - que contava com a participação de Severo - competiu em 2011. A edição daquele ano foi regional Sul e o tema escolhido foi alusivo ao conhecido personagem caxiense Radicci, do ilustrador Iotti.


Preparação para competir

Materiais como ferro, borracha, silicone, MDF, tecido, isopor, além de sucata reaproveitada, darão forma ao carro que deverá ser concluído dentro de 15 dias. O carrinho deverá seguir as regras do evento, com dimensões de no máximo 2 metros de largura, 4 metros de comprimento, 2,5 metros de altura, e distância mínima de 20 centímetros do chão. Sem contar piloto e copiloto, a estrutura não poderá ultrapassar 80 quilos. Freios e volante são obrigatórios para percorrer o trajeto, que segue ladeira abaixo, com uma série de obstáculos a serem desviados. A equipe fica responsável pela concepção e construção do carro e o impacto ao meio ambiente de acordo com a escolha dos materiais também será considerado pela comissão julgadora.

Os competidores arcam com o transporte do veículo até São Paulo, onde a corrida será realizada. O projeto já conta com patrocínio do La Birra (onde o carro ficará exposto) e Delta Fértil Nutrição Vegetal, mas, de acordo com o regulamento, ainda há espaço para duas empresas que tiverem interesse. Como apoiadores, os caxienses contam com Recicla City, Outlet das Bikes, Arte Empreiteira, Mustache Produções e Macruz Metalúrgica, que está cedendo o espaço e alguns equipamentos para a confecção do carro.

Conteúdo na internet

O carro vai fazer parte de um projeto ainda maior do grupo, que administra o canal 1QUARTO - Entretenimento Livre, hoje com 72,5 mil seguidores no Instagram e mais de 27 mil no Facebook. O plano é produzir conteúdos audiovisuais com making of do processo de montagem do veículo e, também, uma série com releituras das melhores cenas do filme, que foi sucesso nos anos 1990.

— Será um grande desafio pra gente fazer a releitura de Debi & Lóide, porque já é um filme muito engraçado, mas vai ser muito divertido — comenta Severo, projetando a estreia da novidade para março.

Leia também:
Guitarrista da Serra prepara álbum em Los Angeles
Editora gaúcha voltada a autoras lançará livro "As Coisas que as Mulheres Escrevem"
Tempo volta a ficar firme somente na quarta-feira na Serra
Eleitores faltosos precisam regularizar situação para não ter título cancelado

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros