Nivaldo Pereira: sobre leis e governos - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Opinião11/01/2019 | 14h10Atualizada em 11/01/2019 | 14h10

Nivaldo Pereira: sobre leis e governos

Estamos no signo de Capricórnio, tudo a ver com governo

Nivaldo Pereira: sobre leis e governos Luan Zuchi/
Foto: Luan Zuchi
Nivaldo Pereira
Nivaldo Pereira

nivaldope@uol.com.br

O ano novo começou, no Brasil, dando posse aos eleitos governadores e presidente. Estamos no signo de Capricórnio, tudo a ver com governo. Plantado no elemento terra e no vigor de uma nova estação, Capricórnio costuma se manifestar como estrutura administrativa e poder realizador, seja em nível pessoal, em nossa carreira e relevância mundana, seja em nível coletivo, nas diversas formas de governo. Em 2019, o regente de Capricórnio, Saturno, transita em seu próprio signo, enquanto Júpiter, regente de Sagitário, também se encontra em seu reino. Os dois gigantes do céu estão em casa! Examinemos isso.

No zodíaco, Sagitário vem logo antes de Capricórnio. É sobre os valores morais e éticos e o sistema de leis da fase sagitariana que será definido um estilo de administração. Ou seja, é a educação superior (Júpiter e Sagitário) que nos forma para a profissão (Saturno e Capricórnio), assim como é a Constituição e outros códigos legais (os poderes Legislativo e Judiciário) que deverão embasar o poder Executivo capricorniano. Ou deveriam.

Quando os valores sagitarianos são de orientação religiosa, produzem-se restritivos estados teocráticos, razão pela qual as maiores democracias do mundo prescrevem estados laicos, separados das crenças. De outro ângulo, estados ditatoriais podem alterar as leis para seus próprios fins de governo, como nos tenebrosos atos institucionais, ou podem se pautar em arbitrárias crenças, reprimindo umas e legitimando outras. São perigos do desequilíbrio entre Júpiter e Saturno.

Na mitologia, Júpiter foi o justiceiro que destronou seu pai, o tirano e castrador Saturno. Com os planetas domiciliados atualmente, talvez pudéssemos ficar tranquilos: as leis estão aí, prontas para fiscalizar os desmandos dos governantes. Porém, Plutão também transita em Capricórnio. Fazendo jus ao nome, Plutão reforça as plutocracias, governos conservadores dos ricos e poderosos. E Júpiter estará em tensão com o nebuloso Netuno, sugerindo distorções das leis e manipulações da verdade.

Orai e vigiai? Por ora, talvez seja sensato deixar crenças de lado e vigiar mais. Vigiar muito

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros