Conheça o ThetaHealing, técnica usada para mudar padrões bloqueadores - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Saúde04/01/2019 | 14h54Atualizada em 04/01/2019 | 14h55

Conheça o ThetaHealing, técnica usada para mudar padrões bloqueadores

Atualmente a prática é  aplicada em mais de 30 países, incluindo o Brasil, onde chegou há cerca de uma década

Conheça o ThetaHealing, técnica usada para mudar padrões bloqueadores Marcelo Casagrande/Agencia RBS
O ThetaHealing atua em crenças que impedem o desenvolvimento de potenciais Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

"Trabalhar com o subconsciente das pessoas para se sentirem melhores é uma necessidade. Todo trabalho de crenças é configurado para nos tornarmos o que queremos. Nós nos tornamos melhores quando entendemos a nós mesmos."

A frase acima é da norte-americana Vianna Stibal, 55 anos, criadora de uma técnica que vem se popularizando cada vez mais no Brasil, o ThetaHealing. Quântica, meditativa e terapêutica, ela ensina a acessar um estado de consciência por meio das ondas cerebrais theta, com ritmo mais lento em comparação a outras. De forma simples, é uma forma de se conectar com a própria existência para criar uma nova realidade.

O princípio básico do ThetaHealing são as crenças limitantes, informações que estão no subconsciente que limitam alguma atitude. Ao trazer essas informações à tona, a pessoa passa a entender o porquê dessa limitação e, assim, consegue curá-la. Por meio da meditação, chega-se a este estado de consciência através da ativação das ondas cerebrais theta. Quando pensamos sobre questões normais do dia a dia, por exemplo, usamos mais as ondas tipo beta (14 - 40 Hz). Já a theta é um estado mais profundo, o qual atinge-se durante a meditação profunda, semelhante a um sono leve, a um ritmo de 4 a 7,5 Hz. Em cada sessão, com duração aproximada de 90 minutos, o paciente é conduzido pelo instrutor a atingir este estágio meditativo. Assim, é possível acessar seu subconsciente e trabalhar as questões desejadas.

Atualmente, o ThetaHealing é aplicado em mais de 30 países, incluindo o Brasil, onde chegou há cerca de uma década. Para capacitar os instrutores, Vianna criou o THInKThetaHealing Institute of Knowledge. Com sede no Estado norte-americano de Montana, a entidade emite certificados de autorização aos profissionais que passam pelo curso e, assim, poderem replicar a técnica pelo mundo. Elisiane de Oliveira Suzin é uma das poucas instrutoras do Rio Grande do Sul com certificação para ensinar a técnica do ThetaHealing. Obteve o título em novembro de 2016, após um curso com Vianna Stibel em uma de suas vindas ao Brasil. Desde então, já capacitou aproximadamente 300 thetahealers (curadores), como são denominados os profissionais que oferecem a terapia, e já atendeu mais de 600 pacientes. Para ela, o ThetaHealing é "a terapia da vez":

_ Vianna é reconhecida mundialmente, inclusive por cientistas. Ela tem um magnetismo e um poder de cura muito grandes.

Volta à infância

Conforme os especialistas, muitos dos casos que são bloqueadores e precisam ser trabalhados têm origem ainda na infância. Com o Thetahealing, busca-se entender que informações são essas e, após, tentar substitui-las por crenças mais saudáveis e úteis.

_ O processo de olhar para dentro de si só traz riqueza. A gente vai criando desordens emocionais, psíquicas e, quando já estourado o processo emocional, essa desordem vem para o corpo físico. Tendo mais segurança em quem tu és, tu consegues muito mais de suas habilidades natas _ afirma o psicoterapeuta Rafael Orso, de Caxias do Sul.

A administradora de imóveis Elisabeth Finger, 41 anos, buscou o ThetaHealing por indicação de uma amiga. Queria uma resposta para a origem das noites mal dormidas e encontrou na terapia o alento que procurava. Em cinco sessões, já se sentiu melhor.

_ O Theta consegue pinçar o núcleo da questão, e o que mais me chamou a atenção foi a sensação de amorosidade. Pela forma como as sessões são conduzidas, cria-se um campo magnético único que é muito bom para desconstruir hipóteses e buscar a verdade dentro de si. Desde que comecei a fazer as sessões, ressignifiquei várias coisas e acho que hoje tenho um olhar mais leve sobre essas coisas _ conta.

Preço
Os preços das sessões de ThetaHealing são baseados em uma tabela internacional definida pelo Instituto THInK. No Brasil, em média, o valor fica entre R$ 250 e R$ 350.

A SESSÃO
1.
O terapeuta conversa, a sós, com o paciente a respeito do que pretende-se trabalhar.
2. Ambos permanecem sentados, um de frente para o outro e com as mãos dadas, para favorecer as trocas magnéticas.
3. O instrutor, então, inicia a sessão com o objetivo de conduzir o paciente a uma meditação por meio da qual o cérebro ativa as ondas theta, responsáveis pelo subconsciente.
4. Durante toda a sessão, o paciente permanece com os olhos fechados, mas consciente, e responde às perguntas do terapeuta, que o levam a buscar as respostas da questão proposta. O terapeuta também permanece com os olhos fechados, com o intuito de melhorar a concentração.
5. A partir da descoberta da crença limitante, passa-se para a busca da cura e o estabelecimento de novas verdades, quebrando, assim, o bloqueio inicial. Tudo isso ocorre em uma única sessão. Se for necessário, o tema é retomado em novos encontros.
6. Para comprovar se o bloqueio foi realmente quebrado, é feito um teste de resistência muscular. É assim: o paciente une a ponta do indicador com a do polegar de uma das mãos. O terapeuta faz uma pergunta para saber se o bloqueio foi quebrado e tenta separar os dedos do paciente: se sim, os dedos irão se afastar; se não, os dedos seguem juntos.

Leia também:  
Slime: o brinquedo do momento
Na cozinha: sirva esse saboroso pernil de porco marinado

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros