Baú de caminhão é transformado em Centro Cultural no bairro Reolon, em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Almanaque11/01/2019 | 14h15Atualizada em 11/01/2019 | 14h15

Baú de caminhão é transformado em Centro Cultural no bairro Reolon, em Caxias

O espaço, que será inaugurado no dia 19, também contará com uma biblioteca comunitária

Baú de caminhão é transformado em Centro Cultural no bairro Reolon, em Caxias Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Maickol Cidade Nunes encabeça o projeto Paz Na Comunidade e é responsável por organizar as oficinas Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Depois de moradores do bairro Reolon, em Caxias do Sul, se unirem para revitalizar uma pequena praça, na subida da Rua Francisco Spiandorello _ eles criaram um mutirão e realizaram pedágio solidário para arrecadar materiais_ outra iniciativa muito bacana está nascendo no coração da comunidade. Montada em um baú de caminhão, a biblioteca comunitária/centro cultural já está em fase final de preparação, pronta para ser inaugurada no dia 19, junto com a pracinha. O projeto é simples, mas levará cultura e workshops para a região. 

_ A cada dia vamos oferecer alguma oficina diferente. Vai ter atividade de dança, artesanato, percussão e grafite, por exemplo. O Centro Comunitário Vale da Esperança emprestou um espaço onde vão acontecer algumas ações, assim como no baú _ explica Maickol Cidade Nunes, grafiteiro que encabeça o projeto Paz Na Comunidade. 

Além de Nunes, o educador social Claiton Melo teve um papel fundamental para que a iniciativa fosse concretizada. Ele foi o responsável pela doação do baú de caminhão à comunidade. 

_Há um tempo eu comprei o baú e fui ajeitando ele. Coloquei a estante, fui pintando e organizando o espaço. Com o passar do tempo surgiu o projeto e pensei: agora que temos mais pessoas envolvidas e um lugar para colocar, chegou a hora de doar. É bom porque a comunidade vai ter um ponto de referência para cultura e lazer _ coloca Melo.

Para as semanas seguintes à inauguração, Nunes, que também ministrará oficinas de grafite, promete oferecer serviço gratuito de acompanhamento social para as famílias. A inauguração da praça e da biblioteca comunitária marca, também, a abertura das inscrições para os workshops.  

_Arrecadamos cestas básicas e contamos com a parceria de uma assistente social. O espaço que estamos montando e essas atividades são importantes para tirar a gurizada da rua. Não tem nada desse tipo no bairro, vai ser bom porque estamos mobilizados e queremos que as crianças aprendam coisas boas_ completa o grafiteiro.

Leia também:  
Na cozinha: prepare feijão manteiga com bochecha de porco
Inscrições para oficinas da Tum Tum Semana da Música abrem nesta sexta-feira em Caxias


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros