Frei Jaime: juntar as mãos - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião02/11/2018 | 05h00Atualizada em 02/11/2018 | 05h00

Frei Jaime: juntar as mãos

A vida é um acontecimento único, que empolga mas, ao mesmo tempo, questiona

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Amanhece um dia diferente... o silêncio se impõe... a saudade se intensifica... a fé inspira preces que sobem aos céus... O dia de Finados se faz, por si só, convite à interiorização... Rezemos pelos que já estão no céu e pelos que querem ir ao céu! Amém! 

"A pessoa mais poderosa é aquela que sabe juntar as mãos." (Kierkegaard). 

A vida é um acontecimento único, que empolga mas, ao mesmo tempo, questiona, inquieta, provoca perguntas. A finitude física faz parte da trajetória. Um dia será necessário partir. São inúmeros os pronunciamentos e os escritos em relação ao que aguarda a vida, depois desta existência material. Porém, a incerteza em relação ao amanhã não abala o coração de quem professa a fé. Há um poder, uma força extraordinária que emana daqueles que sabem juntar as mãos. A força dos músculos e a resistência física são praticamente insignificantes se comparadas com a energia espiritual. 

Os diferentes entendimentos em relação à eternidade não se transformam em ruídos, quando a alma não é 'aprisionada' pela racionalidade. Todos carregam consigo um espaço para exercitar a espiritualidade. Alguns desconhecem ou desconsideram a dimensão espiritual. Os diferentes pontos de vista são dignos de respeito. Por outo lado, no mundo inteiro as pessoas estão num crescente movimento por questões espirituais. Quem sabe unir as mãos numa humilde prece, renova dentro de si uma força extraordinária. Para além dos conceitos e entendimentos, a fé se impõe qualificando a existência e provocando verdadeiros milagres. 

O ser humano não é obrigado a professar a fé, mas ninguém deve desconsiderar ou segregar quem expressa sua crença. Se a vida vai acontecendo através das escolhas diárias, como são belas as mãos que serenamente se unem para louvar, pedir e agradecer. Aos poucos, perto ou longe dos olhos, os humanos estão se sentindo mais livres para tornar a espiritualidade parte significativa da vida. Ninguém, até hoje, se arrependeu de ter tido fé. No entanto, muitos dariam tudo para voltar atrás e juntar diariamente as mãos em oração. 

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!          

Leia também
3por4: Marcelo Falcão anuncia disco solo
3por4: Duo caxiense se apresenta no Canadá
Inspirada nos antigos índios americanos, peça "Contos do Avô Sol e da Avó Lua" tem sessão nesta sexta-feira, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros