Frei Jaime: diferentes explicações - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Opinião22/11/2018 | 05h00Atualizada em 22/11/2018 | 05h00

Frei Jaime: diferentes explicações

Algumas pessoas gostam de falar bastante, outras se distinguem pela capacidade de escuta

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A quinta-feira foi chegando sem fazer barulho... é hora de recomeçar... os pensamentos são tantos... a saudade não dá trégua... Cada um de nós carrega um mundo dentro de si... Sim, viver é o que existe de melhor! 

"Não adianta explicar quando o outro está decidido a não entender."

Leia mais
Frei Jaime: de vez em quando
Frei Jaime: pessoas que salvam

O cotidiano é feito de encontros, diálogos, trocas, afetos e, também, alguns desafetos. É interessante perceber que a vida não comporta um formato apenas. Definitivamente a diversidade perpassa e se impõe nos diferentes ambientes. O encontro dos 'mundos' é necessário, sabendo que a privacidade não limita, apenas expande o que tem a finalidade de intensificar. O entendimento mútuo é uma construção, uma decisão e um desejo. A comunicação envolve o todo da pessoa. Porém, a predominância se dá através das palavras. Falar e escutar devem ser ações concomitantes. É admirável quando alguém equilibra os movimentos da boca e com os do ouvido. 

Algumas pessoas, no entanto, gostam de falar bastante, outras se distinguem pela capacidade de escutar. A maior parte dos desentendimentos acontece pela má distribuição entre o tempo destinado às palavras e o tempo dedicado à escuta. O equilíbrio é sábio e sadio. Em alguns momentos o silêncio é a melhor palavra, a frase com a redação mais perfeita, a melodia mais adequada. Querer resolver tudo através de palavras, nem sempre garante o melhor retorno. As palavras são capazes de aproximar pessoas e também afastar, dependendo de quem é o emissor e o respectivo receptor. Porém, um detalhe não pode ser esquecido: as palavras podem ser proferidas com tonalidade normal ou emocionalizada, dependendo dos ânimos e das situações. Uma atitude inteligente é não falar, quando a outra pessoa está decidida a não escutar. 

Continua atual a expressão ‘quando um fala, o outro escuta.’ Muitas pessoas falam mais do que um idioma, mas nem todas sabem qual é a linguagem do amor. Quando todos tiverem o amor como conteúdo, as palavras serão mais assertivas e eficazes. Quem conhece o amor é capaz de falar a língua dos anjos e dos homens. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!        

Leia também
Prefeitura de Caxias proíbe visitação de escolas à Câmara de Vereadores por conta de exposição com nudez
Prefeitura de Caxias do Sul lança edital do Financiarte com verba quatro vezes menor que a de 2017

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros