Frei Jaime: a intensidade do tempo - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Opinião30/11/2018 | 05h00Atualizada em 30/11/2018 | 05h00

Frei Jaime: a intensidade do tempo

A vida vai acontecendo entre chegadas e partidas, chuva e sol, noites e dias, semanas e meses

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Um novo dia vai chegando mansamente... a sexta-feira se apresenta com sua simplicidade e aguarda por acolhida... Um detalhe: o mês de novembro decidiu ir embora... Hoje é o dia 30 do décimo primeiro mês desse ano... dezembro deve estar batendo à porta: seja bem-vindo! 

"Vai ficar por quanto tempo? Preparo um café ou preparo a minha vida?"

Leia mais
Frei Jaime: para ficar em paz
Frei Jaime: saudade e nada mais

A vida vai acontecendo entre chegadas e partidas, chuva e sol, noites e dias, semanas e meses. Os diferentes momentos servem de contexto e até de moldura para destacar o que vai agregando experiências e vivências. É praticamente impossível saber se algo veio para ficar bastante tempo ou o tempo suficiente para um rápido café. Algumas alegrias chegam e decidem não mais ir embora. Até as tristezas têm suas preferências e insistências. Muitas lembranças duram apenas um instante, outras são mais intensas, pois visitam frequentemente o cotidiano. 

O certo é que as pessoas chegam e partem por diferentes motivos. A chegada pode ser um belo momento para entrelaçar a permanência e confirmar algo definitivo. O mais difícil é administrar a sensação de distância, principalmente aquela que impõe outra tonalidade aos sentimentos. É evidente que a vida de todos intercala breves e passageiros encontros ou permanência definitiva. A dúvida quanto à quantidade de tempo não pode ser maior do que a certeza de que a eternidade é uma construção, com necessidade de contínuos retoques. Um instante pode conter a duração de uma vida, enquanto que uma vida toda corre o risco de não garantir e perpetuar a emoção de um despretensioso olhar. 

É sempre bom poder reservar um pouco de tempo para um café, um chá ou sem precisar ingerir nada, somente trocar duas palavras e recordar a naturalidade de um olhar carregado de esperança. O mundo imprimiu um ritmo acelerado: todos estão correndo, inclusive alguns sem a clareza de onde querem realmente chegar. Não importa o que o tempo cronológico estabelece ou demonstra, o que conta é a intensidade que brota do encontro e da sintonia, de coração para coração. Preparar um café ou preparar a vida não faz diferença, com tanto que o afeto não seja apenas mais um detalhe. 

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!       

Leia também
Vereadores de Caxias do Sul rejeitam vetos do prefeito de Caxias a projeto que reformula Financiarte
Agenda: Cia Stravaganza apresenta peça "Príncipes e Princesas, Sapos e Lagartos", neste domingo, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros