Cine Solar tem sessão nesta segunda-feira em Carlos Barbosa  com o filme "Fala sério, mãe!" - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Cinema12/11/2018 | 08h00Atualizada em 12/11/2018 | 08h00

Cine Solar tem sessão nesta segunda-feira em Carlos Barbosa  com o filme "Fala sério, mãe!"

Projeto utiliza energias renováveis para a exibições itinerantes

Cine Solar tem sessão nesta segunda-feira em Carlos Barbosa  com o filme "Fala sério, mãe!" Israel Barreto/divulgação
Em sessões normalmente ao ar livre, público aprecia produções cuja exibição utiliza fontes de energia sustentáveis Foto: Israel Barreto / divulgação

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Prefeito José Chies, em Carlos Barbosa, vai se transformar, nesta segunda-feira (12), em uma grande sala de cinema com a chegada do Cine Solar, um projeto inovador que utiliza energia solar para a exibição de filmes e que até dezembro passará por 32 cidades gaúchas . O filme em cartaz, às 20h, é Fala sério, mãe!, comédia de 2017 estrelada por Ingrid Guimarães e Larissa Manoela e que mostra os desafios enfrentados pela protagonista, Ângela Cristina, na educação da filha adolescente, Malu, que sofre com os cuidados excessivos da mãe extremamente conservadora. Uma hora antes, os espectadores poderão conferir uma seleção de curtas. À tarde, ainda haverá oficina de vídeo (veja abaixo).

Desenvolvido desde 2013, o Cine Solar une arte, cinema e sustentabilidade a partir de uma van equipada com placas solares com autonomia de mais de 20 horas, que possibilitam, por meio de um sistema conversor de energia solar para elétrica, a exibição de filmes e apresentações artísticas. No interior do veículo há 100 assentos para o público e um telão com metragem de 200 polegadas, além de um sistema de projeção. Tudo é levado para fora e as sessões itinerantes são montadas em lugares como praças públicas e quadras esportivas, principalmente em regiões mais carentes, como comunidades, aldeias indígenas e até mesmo cidades que não têm energia elétrica. A ideia do projeto surgiu em 2010, quando sua idealizadora, Cynthia Alário, participou, no México, do 1º Encontro Latinoamericano de Cinemas Itinerantes.

Cinesolar,iniciativa brasileira de cinema itinerante que exibe filmes a partir da energia solar.
Foto: Israel Barreto / divulgação

— Lá a gente conheceu um projeto holandês chamado Solarcine. Quando vi, eu disse: "é a cara do nosso Brasil". E a gente resolveu, além de ter uma sala de cinema móvel, trabalhar também com outros aspectos voltados à educação ambiental e à difusão da energia limpa e da energia renovável. O Cine Solar e é uma estação móvel de arte e sustentabilidade, cinema e cultura de paz em que buscamos atrelar tanto a questão audiovisual quanto esses temas da sustentabilidade — conta Cynthia.

Antes de desembarcar em Barbosa, o Cine Solar passou por outras cinco cidades da região: Vacaria, Farroupilha, Bento Gonçalves e Caxias do Sul. No dia 20 será apresentado na Praça das Rosas, em Garibaldi, tendo a animação Moana: Um Mar de Aventuras (2016) como atração principal.

— Aqui na Serra está sendo maravilhoso porque os lugares são lindos, tudo é muito bonito. Essa beleza também compõe, de uma forma ímpar, a própria atividade do Cine Solar. Fica sempre cênico. Poder fazer cinema numa região tão bonita quanto essa é muito especial — elogia a coordenadora do projeto.

No dia 8 dezembro, o Cine Solar tem sessão no Auditório Nossas Raízes, em São Francisco de Paula, com a animação As Doze Badaladas dos Sinos de Natal.

Cinesolar,iniciativa brasileira de cinema itinerante que exibe filmes a partir da energia solar.
Os filmes são exibidos em uma tela de 200 polegadasFoto: Israel Barreto / divulgação

Programe-se
:: O quê:
Cinesolar em Carlos Barbosa.
:: Quando: hoje, das 14h30min às 17h (oficina de vídeos), às 19h (exibição de curtas) e às 20h (longa Fala sério, mãe!).
:: Onde: Escola Municipal de Ensino Fundamental Prefeito José Chies (Rua Madre Paulina, 740, bairro Triângulo).
:: Quanto: entrada gratuita.

Leia também
Casados por 72 anos, Severina e Thomaso incorporaram à família Radaelli o gosto da sopa imperial
Maquiadora e estilistas de Caxias falam das tendências para as comemorações de formaturas
Pedro Guerra: não custa nada
Nivaldo Pereira: desesperar jamais
Confira um papo com Zezé Di Camargo e Luciano no camarim do UCS Teatro, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros