Cantor e violonista irlandês Gallie é a atração principal do Folk Stage, no Mississippi Delta Blues Festival - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

MDBF 201823/11/2018 | 09h00

Cantor e violonista irlandês Gallie é a atração principal do Folk Stage, no Mississippi Delta Blues Festival

Músico se apresenta no sábado, em dois horários

Cantor e violonista irlandês Gallie é a atração principal do Folk Stage, no Mississippi Delta Blues Festival Divulgação/Divulgação
Cantor se inspira em nomes como Tom Waits, que unem a música à arte de contar histórias Foto: Divulgação / Divulgação

Quem escuta a música do irlandês radicado na Austrália Darren Gallagher, o Gallie, identifica a forte influência dos grandes contadores de história que unem poesia ao folk e ao blues, com um pouco de rock ‘n roll. Não por acaso, um dos maiores “trovadores” da América, Tom Waits, era um dos jurados que deram menção honrosa ao cantor e violonista no International Songwriters Competition (Competição Internacional de Compositores), concurso realizado por uma instituição homônima, em 2011. 

– Às vezes eu escuto Tom Waits e fico achando que ele é meu pai – brinca o músico, uma das atrações internacionais do Mississippi Delta Blues Festival 2018.  

Ao reconhecer a música Easy, o concurso realizado por uma instituição homônima elevou o patamar do músico, que passou a emplacar sucessos em rádios da Irlanda, da Austrália e dos Estados Unidos. Com isso, vieram os shows e as turnês internacionais, como a que agora passa por Caxias do Sul.

A viagem do som de Gallie vai além da tradição norte-americana de Bob Dylan e Neil Young, mas também recolhe referências nas melodias tradicionais celtas e nos refrões do blues rock britânico. Conta que, como qualquer garoto, cresceu ouvindo Led Zeppelin, querendo agitar o mundo com a música. O resultado é um som ora tranquilo e nostálgico, ora embalado e empolgante, que pode ser conferido em músicas como Long May Your Days Be Gold, All Cried Out e A Song For Ziggy, todas presentes em seu álbum de estreia, The Occuquan River(2015), seu álbum de estreia e filho único até aqui. 

– Sou muito grato à música e às oportunidades que ela me oferece. Se não fosse por ela, talvez eu nunca tivesse saído de Dublin, onde provavelmente estaria trabalhando em uma fábrica neste momento – comenta. 

Em Caxias do Sul, Gallie conquistou seus primeiros fãs ao longo dos últimos dias, passando por bares como a Bier Haus e o Aligator BBQ, além do próprio Mississippi. Tempo suficiente para fazer amigos com quem espera poder dividir o palco nos dois shows que fará no festival:

– Os músicos locais são fantásticos. Eu espero poder recebê-los no palco para uma jam session. 

No MDBF, Gallie tocará acompanhado de um quarteto formado por Felipe Magon (teclado), Eduardo Neto (bateria), Mauro Caldart (guitarra) e Tiago Andreola (baixo). 

Onde e quando
Gallie se apresenta no palco Folk Stage neste sábado, às 23h20min e 1h30min


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros