Frei Jaime: a melhor amizade - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião31/10/2018 | 05h30Atualizada em 31/10/2018 | 05h30

Frei Jaime: a melhor amizade

O tempo dedicado às intuições mais profundas da vida é o mais precioso

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Amanhece o último dia do mês de outubro... Nossa relação com o tempo nem sempre é serena... A maioria acha que o tempo passa rápido, quando, na verdade, o tempo nunca se alterou... O mês de outubro foi de muitas realizações e expectativas... Com o coração agradecido, vamos encerrar o 10º mês de 2018... 

"Meu maior progresso ocorreu quando comecei a ser amigo de mim mesmo." (Sêneca). 

O tempo dedicado às intuições mais profundas da vida é o mais precioso. Perceber os mínimos detalhes, interligando os sentimentos, recompondo-se após algumas frustrações: tudo ajuda para que a normalidade aproxime da felicidade. Não ser amigo de si mesmo é como ser um estranho em meio à multidão, um desconhecido sem ninguém com quem dialogar. A amizade é algo com o toque divino, inexplicável através de palavras. Porém, o ponto de equilíbrio emocional só acontece quando a pessoa é amiga de si mesma. Ser íntimo de si próprio, provoca serenidade e esperança. 

Muitas pessoas simplesmente não possuem uma autêntica autoimagem. A fragilidade em relação a si mesmo pode abrir espaço para situações indesejadas. Normalmente, quando se trata de encontrar culpados, o problema são sempre os outros. É exigente conviver com pessoas agitadas, desencontradas e insatisfeitas. Se a vida é um instante, que esse tempo seja suficiente para crescer, amadurecer e agradecer. Quem constrói uma profunda amizade consigo mesmo, tem mais facilidade de estabelecer relacionamentos e adequar o cultivo do essencial. O ponto de partida é o 'eu interior'. Impossível conviver com normalidade e alegria, se algo não está bem resolvido. 

Se as pessoas fossem mais amigas de si mesmas não existiria tanto ciúme, inveja e concorrência. Quanta energia desperdiçada, só pelo fato de não estar com o coração em paz. A vida tem lá suas exigências, mas nada é impossível se houver uma persistente busca de equilíbrio. Verdadeiros progressos acontecem quando a pessoa é capaz de se valorizar e, assim, perceber e sentir os outros como irmãos e não como uma ameaça. Não convém perder tempo: ser amigo de si mesmo pode transformar a própria vida numa história de muitos acertos e conquistas. 

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!     

Leia também
3por4: Caxienses da Cuscobayo e da Catavento participam do festival Meca, neste sábado
3por4: Vaquinha virtual quer arrecadar fundos para vítimas de violência
Agenda: 6º Aldeia Sesc Caxias inicia no sábado  

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros