Descubra o que são os "lifehacks", estratégias para aproveitar melhor cada minuto - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Almanaque19/10/2018 | 12h00Atualizada em 19/10/2018 | 12h00

Descubra o que são os "lifehacks", estratégias para aproveitar melhor cada minuto

Confira dicas

Descubra o que são os "lifehacks", estratégias para aproveitar melhor cada minuto Júlio Cordeiro/Agencia RBS
Foto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

Não sei se você reparou, mas estamos no final do ano. A propósito: como estão indo as suas resoluções para 2018? Deixe-nos adivinhar: você não sabe bem os motivos, mas não teve tempo para concretizar muitas dessas ações, certo? Enquanto o sonho de multiplicar as horas do relógio ainda não é possível, fomos em busca de técnicas para otimizar o tempo que se tem. Essas técnicas, inclusive, ganharam um nome na internet, "lifehacks" — em tradução livre, truques de vida. E se engana quem pensa que essa é uma lista para torná-la ainda mais workaholic, pois um consenso entre os especialistas consultados nesta reportagem é que um dos segredos da produtividade é focar os esforços no que faz você mais feliz.

As dicas

1. Faça a "Grande Lista"
Consultor e instrutor em produtividade, o norte-americano David Allen se consagrou com o livro A Arte de Fazer Acontecer (Sextante, 2016). Seu grande insight é que o cérebro é ótimo em ter ideias, mas péssimo em mantê-las. Por isso, uma lista de resoluções é fácil de fazer, mas equivocada. Ela deve ser substituídas por uma de recordações. Há uma série de técnicas, mas ensinamos aqui a primeira delas, que é bem simples: fazer A Grande Lista. Pegue um papel ou abra um arquivo e anote absolutamente tudo o que você deseja "resolver" na sua vida. Mas atenção: essa não é A Grande Lista. A Grande Lista é a seguinte. Você vai olhar para cada um daqueles objetivos e estabelecer um primeiro passo para alcançar aquela meta. Por exemplo: se na primeira lista dizia "perder cinco quilos", n'A Grande Lista você deve colocar: caminhar até o trabalho três vezes por semana.

2. Diga pelo menos um bom "não"
Prestando atenção ao seu dia, você descobrirá situações que consomem, nessa ordem, seu tempo, sua energia e sua motivação. Aquele aniversário que você não está com vontade de ir, a reunião que poderia ser um e-mail… Além de ocupar o seu tempo, ocupa a sua cabeça. Escolha ao menos uma dessas situações ao dia para dizer "não" e solucionar de outra forma. Além de tirar um peso do seu dia, você vai descobrir logo o quanto aprender a dizer não para o que te faz mal no dia a dia pode te fazer mais feliz.

3. Viva sob a regra dos dois minutos
Um dos conselhos mais úteis de David Allen é a Regra dos Dois Minutos. A cada nova tarefa recebida, calcule se ela vai ocupar mais ou menos de dois minutos. Se ocupar menos do que isso, faça imediatamente e livre-se. O grande segredo para cultivar um bom hábito é vinculá-lo a um gatilho. Exemplo: uma forma eficiente de fazer mais exercícios é fazê-lo em X manhãs por semana no parque com o melhor amigo.

4. No trabalho, adote a Técnica Pomodoro
Em meio a tantas distrações, um dos maiores desafios contemporâneos é, ironicamente, conseguir trabalhar no trabalho. Para assegurar uma rotina produtiva, um dos maiores sucessos é a Técnica Pomodoro. Programe um cronômetro para apitar ao final de 25 minutos, então foque em uma tarefa sem interrupções. Não vale nem espiar o WhatsApp! Quando o cronômetro apitar, levante da cadeira e se distraia por cinco minutos antes de recomeçar o ciclo. Ao final de quatro ciclos, em vez de cinco minutos, descanse de 15 a 30 minutos, conforme a sua vontade ou necessidade. A Técnica Pomodoro faz com que a cada hora você assegure 50 minutos de trabalho e 10 de descanso, o ideal para uma jornada produtiva.

5. Programe situações que o façam se sentir bem
Enquanto algumas atividades nos estressam e desmotivam, outras nos renovam a energia. Descubra uma coisa que faz bem a você e programe para um momento-chave do dia, especialmente naqueles que prometem ser mais complicados. Pode ser desde um exercício matinal até algo singelo, como aproveitar um deslocamento de trânsito que você odeia para conhecer um cantor. Alternativas não faltam: você pode ainda convidar aquele colega bem-humorado para um café antes de uma reunião chata.

6. Leve o seu tempo livre a sério
Não chega a ser surpreendente, mas, no livro Flow, o pesquisador Mihaly Csikszentmihalyi chegou à conclusão de que o momento da semana em que os norte-americanos são mais infelizes é o entardecer de domingo. Embora a infelicidade possa ter a ver com a expectativa da segunda-feira, o autor aponta outro forte motivo: as pessoas simplesmente não sabem viver suas folgas, e acabam transformando os momentos de lazer ou de ócio em angústia. O conselho do autor é levar mais a sério o tempo livre. Usar as horas de lazer para conhecer lugares ou para programas que você sabe que gosta, a fim de se reenergizar para a semana.

7. Priorize o que vale a pena
Será mesmo uma boa ideia fazer uma pós-graduação em uma área que você não tem prazer de estudar? Aquele seriado vale mesmo uma maratona de tantas horas? A companhia desses colegas no seu tempo livre faz bem a você? Tenha sempre em mente quanto tempo do seu dia (e da sua vida) você está gastando em tarefas que não correspondem ao que você gosta ou aos seus projetos de vida a longo prazo. Ao se dar conta de que algo não prazeroso ou útil está ocupando tempo demais na sua vida, deixe-o para trás.

Leia também:
3por4: Conheça as peças da coleção verão 2019 da caxiense Di  Praia
Comediantes estreiam o show "Clube dos 5" nesta sexta-feira, em Caxias do Sul
Luiza Possi apresenta show "Piano & Voz", nesta sexta, no UCS Teatro

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros