Oficina Desenhança propõe experiência que alia desenho e dança no próximo sábado, em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Artes10/09/2018 | 08h30Atualizada em 10/09/2018 | 08h30

Oficina Desenhança propõe experiência que alia desenho e dança no próximo sábado, em Caxias do Sul

Atividade será ministrada por Guadalupe Rausch, na Casa Arapoti

Oficina Desenhança propõe experiência que alia desenho e dança no próximo sábado, em Caxias do Sul Guadalupe Rausch/Divulgação
Participantes são convidados a realizar exercícios diversos nos quais são produzidos desenhos aleatórios em papéis fixados na parede ou no chão Foto: Guadalupe Rausch / Divulgação

Graduada em Licenciatura em Artes Visuais, Guadalupe Rausch foi buscar na dança a parte que faltava para acalmar uma inquietação que a acompanhava desde os tempos em que frequentava as aulas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS):

– Sentia falta de trabalhar mais a questão do corpo, de sair do papel, desse lugar em que importa mais conceituar, e ir mais para o movimento corporal. Na dança, eu encontrei esse corpo que estava um pouco adormecido na academia.

Guadalupe Rausch ministrará em Caxias a oficina Desenhança, que mistura técnicas de desenho e de dança.
Foto: Kamila Robinson / Divulgação

No próximo sábado, ela traz a Caxias do Sul uma atividade que mescla as duas formas de expressão artística na oficina Desenhança, cuja proposta é experimentar novos caminhos corporais e gráficos a partir de uma série de exercícios. A ideia surgiu depois que Guadalupe conheceu o trabalho do artista visual Alessandro Lumare e da coreógrafa Simona Loberafo, ambos italianos, que, juntos, viajam o mundo com seu projeto Segni Mossi.

– O meu trabalho foi inspirado neles. Pensei que mesclar essas linguagens pode ser muito interessante porque a gente está num momento em que as artes precisam conversar. Sair dessa caixinha de categorias separadas. A gente tem muito a trocar e aprender com essa mistura. Não estou interessada numa dança coreográfica, numa técnica específica e em algo para apresentar. Estou interessada na relação entre essas linguagens – conta.

Guadalupe Rausch ministrará em Caxias a oficina Desenhança, que mistura técnicas de desenho e de dança.
"O principal é não ter medo de se sujar", enfatiza a ministrante do workshopFoto: Renata Ibis / Divulgação

Durante a oficina, os participantes são convidados a realizar exercícios diversos, a maior parte deles coletivos, nos quais são produzidos desenhos aleatórios em papéis fixados na parede ou no chão a partir de movimentos corporais como rolamentos e saltos, por exemplo.

– O principal é não ter medo de se sujar. A gente é muito podado desde criança em relação a isso. Então tem que se permitir se sujar com um pouco de giz, de tinta. É bem libertador, além de ser uma oportunidade para pensar questões como a vida, trabalho, educação e arte – salienta Guadalupe.

Guadalupe Rausch ministrará em Caxias a oficina Desenhança, que mistura técnicas de desenho e de dança.
Foto: Guadalupe Rausch / Divulgação

Guadalupe reforça ainda que Desenhança é aberta a todos os que se sentirem convidados, de arte educadores, professores e terapeutas até mesmo pais e mães que queiram experimentar com seus filhos.

– Uma oportunidade muito boa para crianças e adultos fazerem coisas juntos além do cotidiano e quebrar a ideia de que o adulto sabe e a criança não sabe – afirma.

Além do exercício, haverá jams em que Guadalupe convidará os participantes a improvisarem entre si e com músicos.

Guadalupe Rausch ministrará em Caxias a oficina Desenhança, que mistura técnicas de desenho e de dança.
Foto: Renata Ibis / Divulgação

Programe-se
:: O quê: Desenhança, com Guadalupe Rausch.
:: Quando: sábado (15/9), das 14h30min às 17h30min.
:: Onde: Casa Arapoti (Rua Padre João Schiavo, 880, Bairro Petrópolis, Caxias do Sul).
:: Quanto: R$ 85. Inscrições pelo telefone (51) 98154-0678, pelo e-mail emlooping@gmail.com ou pelo link bit.ly/2N0XBq3.

Leia também
Caxias do Sul chama atenção pela produção de peças de design exclusivas e também por exportar talentos
Caxienses visitaram o Museu Nacional dias e horas antes do incêndio
Hobby que virou profissão: conheça a trajetória do chef Leo Young
Maneire na pinça: a tendência agora são sobrancelhas mais grossas
Nhoque feito em Forqueta tem tempero de saudade 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros