Nhoque feito em Forqueta tem tempero de saudade  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Pitadas de Sabor07/09/2018 | 12h00Atualizada em 10/09/2018 | 07h18

Nhoque feito em Forqueta tem tempero de saudade 

Delícia é preparada por Bernardete e Ari Bonetto

Nhoque feito em Forqueta tem tempero de saudade  Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Logo ao entrar na acolhedora casa de Bernardete, 62 anos, e Ari Bonetto, 66, em Forqueta, já se é tomado por uma sensação nostálgica. Isso porque cada pedaço da residência, desde a horta cuidadosamente tratada, até o fogão à lenha na área de serviço, lembra um pouco do lar daqueles que cresceram em famílias descendentes de italianos ou alemães, cheio de aconchego. O costume de plantar a comida e criar os animais para o uso próprio, algo bem característico do interior das cidades gaúchas, e uma tradição passada por pelo menos três gerações, fizeram com que a família Bonetto fosse a escolhida para a quarta reportagem do projeto Pitadas de Sabor:

— A minha mãe aprendeu essa receita de nhoque com salame na casa da minha avó. Aí minha mãe repassou as técnicas para minha mulher, a Bernardete. Mas acredito que o modo de preparo seja bem mais antigo, ainda do tempo em que a família morava na Itália. A minha nona veio de lá bebê — conta Bonetto.

Foto: Marcelo Casagrande / Agência RBS

E o gosto pela gastronomia vem unindo a família desde então. Casados há 43 anos, Ari, natural de Caxias do Sul, e Bernardete, de Farroupilha, se conheceram quando tinham 16 e 19 anos, respectivamente. Depois de três anos de namoro, se casaram e foram morar na casa da mãe de Ari, onde ficaram por 13 anos. Depois, mudaram-se definitivamente para onde vivem hoje, em Forqueta. E foi no tempo em que permaneceu na casa da sogra que Bernardete aprender a fazer a receita familiar:

— A minha sogra fazia o nhoque todos os sábados porque durante a semana íamos trabalhar na roça e era só durante o fim de semana que tínhamos mais tempo. Mas ele é fácil de fazer — diz Bernardete, revelando ainda que todos os ingredientes da receita, desde o ovo da massa até o salame que serve como complemento, são cultivados por eles.

Foto: Marcelo Casagrande / Agência RBS

O prato feito pela família Bonetto, pelo carinho que todos têm pela dona Severina, já falecida, é uma representação de uma das heranças mais preciosas deixadas por ela: as boas lembranças.

— Quando bate a saudade, eu faço para a família. Os meus filhos falam: "mãe, eu quero ir aí, mas quero que tu faça o nhoque" — se diverte Bernardete.

Receita

Rendimento: serve 6 pessoasFoto: Marcelo Casagrande / Agência RBS

Ingredientes

6 ovos
4 xícaras de farinha de trigo
1 salame picado
1 colher de sopa de banha ou azeite
1 cebola média picada
2 colheres de salsa picada
500g de polpa de tomate (pode ser substituído por três tomates grandes)
1 colher de chá de sal
50g de queijo ralado

Modo de preparo

Molho

1. Em uma panela média, coloque a banha ou o azeite e leve ao fogo alto para aquecer. Junte a cebola, a salsa e o salame.

2. Frite os ingredientes até dourarem.

2. Acrescente o tomate e deixe refogar. Deixe a panela semitapada até o molho ficar no ponto desejado. 

3. Retire do fogo e reserve aquecido.

Massa

1. Em uma tigela, misture os ovos e a farinha. Junte a farinha de trigo aos poucos, até obter uma massa lisa e homogênea.

2. Encha uma panela grande com água e espere ferver.

3. Pegue a massa e a enrole para que seja possível cortá-la em pedacinhos. Use uma colher de chá para cortar.

4. Quando a água começar a ferver, vá despejando os pedaços de massa aos poucos. Repita o processo até terminar a massa.

5. Quando terminar, coloque o sal e misture.

6. Deixe cozinhar até dar o ponto.

7. Escorra a massa e transfira para uma travessa. 

8. Regue com o molho de salame. 

9. Polvilhe com o queijo ralado e sirva em seguida.

Leia mais:
3por4: Bazar do Vinil ocorre neste sábado, em Canela
3por4: Museu Egípcio Itinerante é novidade no 2º andar do Bourbon San Pellegrino

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros