Maneire na pinça: a tendência agora são sobrancelhas mais grossas - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Beleza07/09/2018 | 14h00Atualizada em 07/09/2018 | 14h00

Maneire na pinça: a tendência agora são sobrancelhas mais grossas

Elas estão mais grossas, chegando o mais perto do natural possível

Maneire na pinça: a tendência agora são sobrancelhas mais grossas Instagram/Reprodução
Foto: Instagram / Reprodução

Houve um tempo em que as sobrancelhas tinham o desenho de um arco muito fino acima dos olhos. Agora, porém, a tendência é outra: elas estão mais grossas, chegando o mais perto do natural possível. Algumas mulheres nem tiram mais o excesso de pelos da região.

— Acredito que essa nova tendência esteja ligada às causas defendidas pelo feminismo e a rotina turbulenta e sem tempo que toma conta da vida das mulheres a cada dia — analisa a designer Ana Paula Oliveira.

Ela confirma que as clientes que a procuram têm retirado pouco pelo e mantido o desenho mais natural, como a modelo Mariana Goldfarb (foto):

— Quem tem mais pelos, opta por retirar somente o excesso. Por notar que retirar demais os pelos e de forma inadequada pode causar danos e falhas irreversíveis, as sobrancelhas mais grossas passaram a ser mais pedidas.

E se o pelos caem?

Por mais que o desejo de muitas mulheres seja preservar os pelos naturais, não é raro eles pararem de crescer ou caírem, por uma série de razões. Isso deixa falhas no desenho da sobrancelha. Mas existem alternativas para a reconstrução - quando tratamentos dermatológicos não forem capazes de resolver o problema.

— As pacientes com grande perda de pelos das sobrancelhas podem beneficiar-se de transplante folicular, reestruturando o desenho e o volume originais. As técnicas de desenho como a micropigmentação, por exemplo, quando realizadas por um profissional capacitado, também trazem resultados interessantes — explica a  dermatologista Clarissa Prati, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia no Rio Grande do Sul.

A micropigmentação é a técnica mais procurada pelas mulheres para cobrir, preencher e dar volume às sobrancelhas, de uma forma natural e realista. O procedimento é feito na camada mais superficial da pele: os pequenos espaços entre um fio e outro são tingidos na superfície, e o efeito dura de seis meses a um ano.

— A técnica consiste em desenhar fios ultrafinos de forma totalmente manual e depositar pigmentos de cor semelhante à dos fios naturais — explica Ana Paula, especialista na técnica.

Leia também:
Whindersson Nunes apresenta o espetáculo "Eita, Casei!" em Gramado e Bento Gonçalves  Agenda: Casa Arapoti promove curso vivencial "Desenhança" 

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros