Frei Jaime: tudo depende do amor - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião13/09/2018 | 06h34

Frei Jaime: tudo depende do amor

A vida é simplesmente formidável

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Acordando aos poucos... o convite à retomada da vida é insistente... a claridade se impõe... Vamos lá para mais uma jornada! Que a paz conserve o coração e provoque vibração... Gratidão à vida! 

"Tudo depende do amor, pois no fim é pelo amor que seremos julgados." (Edith Stein). 

A vida é simplesmente formidável. Viver é um ato supremo, um privilégio inigualável. No entanto, é necessário conhecer a própria essência e assimilar o melhor jeito de ser, enquanto peregrino neste mundo. A vida aguarda por encaminhamentos e por posturas. Na bagagem existencial está a liberdade, que é capaz de ampliar os horizontes ou tornar míope o próprio olhar. Porém, o sentido do viver está no amor. Se existe vida, não há outra missão a não ser amar. A humanidade está destinada ao amor. Outras escolhas poderão ser feitas, mas se o desejo é saborear a felicidade, não tem como não amar.

O sistema que envolve as diferentes etapas da vida, nem sempre leva em conta a importância de preparar as pessoas para a vivência do amor. A própria educação formal se ocupa na aprendizagem de conteúdos e no desenvolvimento das habilidades, mas esquece de tocar o humano. O problema do mundo não é questão de cérebro, mas de coração. O conhecimento pode ser acessado de diversas maneiras, mas a capacidade de amar só é desenvolvida a partir do contato humano. 

Educar para o amor é, talvez, a maior urgência num mundo de contínuas mudanças. O próprio desenvolvimento tecnológico é uma manifestação da grande capacidade humana. A inteligência artificial consegue desenvolver máquinas e equipamentos que farão as mesmas atividades que o ser humano. No entanto, o afeto, o abraço, o carinho, aquelas palavras que ressoarão por toda a vida são próprias do humano. Que o amor esteja no começo, no meio e no final de tudo. Ninguém prestará contas de suas posses, dos diplomas conquistados e do conhecimento obtido. Os humanos serão julgados pela capacidade de amar. Então, viver é não perder de vista o amor. 

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!       

Leia também:
Agenda: Cia. Municipal de Dança de Caxias do Sul promove nova edição do projeto Jam Session nesta sexta
3por4: Bloco da Ovelha lança nesta sexta financiamento coletivo para reforma dos instrumentos do bloco 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros