Frei Jaime: significativos espaços  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião 29/09/2018 | 05h51Atualizada em 29/09/2018 | 05h51

Frei Jaime: significativos espaços 

A impressão é de que todos se sentem autorizados a manifestar sua opiniã

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Acordando aos poucos... muitas lembranças... insistentes sentimentos... Ainda bem que é possível entregar tudo para Deus... Que este sábado, penúltimo dia de setembro, seja muito intenso e nada tenso... Amém! 

Um abraço também poderia ajudar, mas eu estava distante demais de qualquer lugar. Tive que me bastar.” (Matheus Rocha).

 Os tempos são outros, as manifestações ressurgem através de diversos meios. Com ou sem permissão, as redes sociais constroem, diariamente, sutis exposições. A privacidade está por um fio. A impressão é de que todos se sentem autorizados a manifestar sua opinião, expor seu ponto de vista, condenar posturas alheias, exaltar estereótipos. Os meios tendem à sofisticação, ao ponto de serem capazes, talvez, de roubar os preciosos espaços do silêncio. O excesso de ruído exterior, por outro lado, poderá provocar e intensificar a necessidade de recolher-se, para estar a sós no santuário da alma. 

Estar conectado é quase uma necessidade, continuar sendo humano é um desafio. As tendências já estão acenando para o amanhecer de um novo jeito de viver: a simplicidade se fará visível no modo de se vestir, na escolha do cardápio, na atenção aos detalhes. A carência está visitando, com maior frequência, os que simplesmente materializaram os sonhos e escancararam as portas do coração para o individualismo. O número de pessoas com fome e sem pão vai diminuir, nos próximos tempos, pois a solidariedade vem ocupando evidentes espaços. No entanto, a falta de um abraço poderá abrir profundas e doloridas feridas. 

A afetividade, por um longo tempo, foi desconsiderada, relegada a um segundo plano. Porém, visivelmente cresce o número de pessoas que necessitam apenas de um abraço. Ninguém se basta a si mesmo. Apertar a mão, olhar nos olhos, elogiar, abraçar: tudo isso faz com que a vida seja vibrante, tingida de esperança. Nenhum relacionamento pode estacionar no virtual. O calor humano é um diferencial, uma necessidade e uma busca que desconhece fronteiras. Sim, um abraço sempre ajuda. E como ajuda. Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!    


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros