Frei Jaime: sentir profundamente  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião 28/09/2018 | 06h37Atualizada em 28/09/2018 | 06h37

Frei Jaime: sentir profundamente 

A existência é um dom capaz de muitas manifestações. 

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br


Bom Dia! Acordar é sempre um privilégio... Quantos gostariam de estar em nosso lugar... Que a gratidão perpasse o todo do nosso ser... Que a paz acompanhe nossos passos! Vamos em frente! Alegria! 

Tem tantas coisas que não precisamos falar, ouvir, explicar e entender. Apenas sentir e retribuir.” (Peter Pires). 

Leia mais:
Frei Jaime: toques que elevam 
Frei Jaime: tirar a poeira 

A existência é um dom capaz de muitas manifestações. Em cada coração há um espaço reservado à infinitude. A plenitude do viver está intimamente interligada com a capacidade de transcender. Ir além do alcance do olhar ou da capacidade reflexiva é uma das possibilidades que está diante de todos. Algumas pessoas já estão trilhando por caminhos, que estão situados um pouco acima do mundo material. 

A experiência é simplesmente extraordinária. Independentemente da situação, é possível ‘visitar’ outros espaços que alcançam à alma aquela sensação de ternura e paz, que não se encontra em outros lugares. As palavras descortinam e traduzem continuamente uma série de sentimentos, que movimentam a interioridade. Porém, a comunicação verbal não consegue, por si só, expressar tudo o que cada um carrega dentro de si. Alguns conhecem poucas palavras, outros possuem um vocabulário mais apropriado. 

Para além do número de palavras que cada pessoa conhecem e utiliza, estão os sentimentos mais nobres, que nem sempre podem ser traduzidos verbalmente. Ainda bem que nem tudo precisa ser falado, ouvido, compreendido e explicado. O sentir é confortador e inspirador. Só quem sabe silenciar tem o privilégio de sentir profundamente. Na convivência diária, a constatação é contínua: ‘você não sabe o que estou sentindo.’ De fato, por mais detalhada que seja uma explicação, ninguém consegue dizer tudo o que se passa em seu universo interior. O ato de sentir e retribuir é grandioso, pois eleva e dignifica a vida. 

Permitir-se determinados sentimentos é uma necessidade vital. Respeitar o que a outra pessoa está sentindo é imprescindível para fortalecer a paz e a harmonia. Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!     

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros