Frei Jaime: nada cai no mesmo lugar - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião07/09/2018 | 06h00Atualizada em 07/09/2018 | 06h00

Frei Jaime: nada cai no mesmo lugar

A vida segue adiante, independente dos sentimentos e das preocupações

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Amanhece um dia diferenciado... é o dia da Pátria... dia 7 de setembro... Em outros tempos, marchas, desfiles, empolgação... Em nossos dias, as manifestações são mais tímidas, a vibração anda escassa... O amor à Pátria necessita ser recuperado... o Brasil pode voltar a ser mais amado... É maravilhoso ser brasileiro! 

Leia mais
Frei Jaime: abraçar com o coração 
Frei Jaime: quanto maior a bondade 

"As mudanças mais bonitas não vem com calma e sossego, são uma ventania incontrolável, jogando tudo para cima. Nada cai no mesmo lugar, nem as coisas, nem o coração, nem você. O tempo fechado nos abre." (Ryane Leão).

A vida segue adiante, independente dos sentimentos e das preocupações. Os problemas continuam fazendo barulho, não poucas vezes causando ruídos desnecessários. Mas é importante investir continuamente na vida, para alcançar o resultado mais do que esperado e merecido: a felicidade. É até normal querer que tudo se transforme, dentro de uma determinada harmonia. Porém, os vendavais existenciais são praticamente incontroláveis. Às vezes tudo é jogado para cima e, quando alcança o chão, já não é mais a mesma coisa. Nada cai no mesmo lugar, nem as coisas, nem o coração, nem você. 

Ainda bem que o tempo fechado é capaz de abrir espaço para que surja um céu límpido, sem nuvens para delimitar os espaços celestiais. A vida carrega consigo a capacidade de refazer-se e dar continuidade aos dias. Mesmo que as mudanças sejam antecedidas por pequenos ou grandes tornados, é possível ficar inteiro e disposto a abraçar o dia seguinte. A dificuldade reside em não querer mudar. Muitos se debatem, chegam à irritação, pois não aceitam a dinâmica da vida que propõe contínuas transformações. É bom saber que alguns continuam acreditando que tudo passa e que nada é em vão. 

Abrir espaços para a revolta não faz bem, em nada ajuda. Uma análise mais detalhada poderá mostrar que as dificuldades mais acentuadas, acabam proporcionando ganhos significativos. Ninguém deve provocar vendavais, mas caso se sentir envolvido por um vento forte, não pode esquecer que depois da ventania vem a calmaria. A vida sempre foi testada e provada. As respostas foram as mais variadas. Porém, ficam de pé aqueles que administram a vida e não se deixam abalar por qualquer coisa. Que a serenidade habite as profundezas do ser, que a paz favoreça a chegada de um outro tempo, um tempo bom para o coração. 

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!   

Leia também
3por4: Lisana Bertussi lança livro "Uma Fresta no Sótão"
3por4: norte-americana Vanessa Collier integra a programação do MDBF 2018
Agenda: Marcelo Gross apresenta turnê "Chumbo e Pluma" nesta sexta, em Bento
3por4: Marina Rombaldi abre sua primeira mostra individual "Dos Acasos: Você Já Está Atrasado para Cair no seu Abismo", no dia 12, em Caxias

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros